Duplicação da Avenida Tronco para por falta de dinheiro - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Obra da Copa de 201431/07/2019 | 09h13

Duplicação da Avenida Tronco para por falta de dinheiro

Construtoras também reclamam da demora na remoção de famílias 

Duplicação da Avenida Tronco para por falta de dinheiro Mateus Bruxel/Agencia RBS
Obra foi inciada em 2012, parou em 2016 e havia sido retomada em junho de 2018 Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Alegando ter a receber aproximadamente R$ 3 milhões, as construtoras responsáveis pela duplicação de 5,5 quilômetros da Avenida Tronco, na zona sul de Porto Alegre, estão paradas há aproximadamente uma semana. Geralmente, a Caixa Econômica Federal demora 20 dias para pagar. 

Porém, os valores não são depositados desde o fim de março, segundo as empresas Pelotense, Toniolo Busnello e Brasília Guaíba. A expectativa da prefeitura é que os valores pendentes sejam pagos ainda durante esta semana. 

 Leia mais
Obras inacabadas da Copa de 2014 estão R$ 43,8 milhões mais caras em Porto Alegre
Famílias já transferidas da duplicação da avenida Tronco vão ganhar novas moradias
Prefeitura abre processo para retomar reassentamento de famílias para duplicação da Avenida Tronco


As construtoras também reclamam da demora na retirada das famílias que ainda residem no futuro trecho duplicado. De acordo com o  Departamento Municipal de Habitação (Demhab), 55 famílias que residem em 51 casas precisam ser reassentadas. 

Dos casos não resolvidos, 17 devem durar mais tempo para serem resolvidos, pois as famílias recorreram à Justiça. Em nove situações as famílias aceitaram sair, mas ainda aguardam a definição dos valores das desapropriações. As outras oito pendências envolvem famílias que não querem sair do local onde vivem. A prefeitura aguarda a reintegração de posse. 

A duplicação da Avenida Tronco começou em março de 2012 e parou em outubro de 2016, por falta de recursos. Era uma das obras projetadas para a Copa de 2014. Os trabalhos foram retomados em junho de 2018 e estão 40% concluídos. 

Até agora, 1,7 quilômetro já está pronto. Desde que a obra começou, em março de 2012, 1.420 famílias conseguiram mudar de endereço. A expectativa da prefeitura é que os trabalhos sejam concluídos em julho de 2022.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros