Magali Moraes e as camas fofas de estimação - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga01/08/2019 | 13h16Atualizada em 01/08/2019 | 13h16

Magali Moraes e as camas fofas de estimação

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e as camas fofas de estimação Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Já contei aqui que tenho um probleminha com bichos: medo, basicamente. E bastante! O nome científico (e menos ridículo) é fobia. Quem tem alguma, sabe como é. Pavor de altura, por exemplo. A gente paralisa e não consegue disfarçar. Por isso, ter cachorro na minha casa é algo fora de cogitação. Gato, nem pensar. Mas tem um único momento onde eu sinto 1% de vontade de ter. É quando vejo numa esquina um carro de porta-malas aberto, vendendo caminhas pra animais de estimação. 

É cama que se chama? Sei lá, vai que é berço. Não chamam gato e cachorro de filho? Nada contra. Eu apenas observo os humanos lidando com seus pets. E fico de olho nessas caminhas. Parecem tão fofas e macias! São todas estampadas e com cores vibrantes. Isso não deixa os bichos agitados demais? Talvez eles gostem e só eu não sei. Aliás, meus conhecimentos nesse setor são nenhum, zero, nada. O fato é que essas caminhas me encantam. Quase cobrem o capô do carro, de tantos modelos.

Leia mais colunas da Maga

Emoção

Se o pessoal lá de casa estiver lendo a coluna, melhor segurar a emoção. Sigo firme na fobia. Não me curei de ontem pra hoje, tá? É apenas um assunto do cotidiano. Camas fofas de estimação nas ruas da cidade. O colorido delas chama a atenção até de quem não é chegado no mundo animal. E se eu comprar uma pra deixar embaixo da mesa e apoiar os pés enquanto escrevo de noite? Tá frio. Sempre perco as pantufas pela casa. A caminha vai estar ali, esperando. Meus pés vão deitar e rolar. 

Também posso colocar a cama do lado da minha, na hora de ler. Seguido eu pego no sono e derrubo o livro no chão. Aí ele cai no tecido acolchoado. Outra opção é encher a caminha de revistas e deixar no banheiro. Distração, né? Não será um bom lugar pra guardar brinquedos e jogos? Provavelmente as crianças vão preferir um cachorro dormindo lá dentro. Super entendo. Enquanto isso, eu fico pensando em novas utilidades pra essa caminha. Assim todo mundo pode ter uma em casa.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros