"A impressão era que todos tinham morrido", diz homem que viu queda de raio em campo de futebol de Gravataí - Notícias

Vers?o mobile

 
 

15 atingidos27/10/2019 | 22h20Atualizada em 27/10/2019 | 22h30

"A impressão era que todos tinham morrido", diz homem que viu queda de raio em campo de futebol de Gravataí

Uma das vítimas morreu por consequência da descarga elétrica

"A impressão era que todos tinham morrido", diz homem que viu queda de raio em campo de futebol de Gravataí Marco Favero/Agencia RBS
Pessoas que estavam no campo localizado no bairro Rincão da Madalena foram surpreendidos por um estrondo e um clarão Foto: Marco Favero / Agencia RBS

A descarga elétrica que atingiu 15 pessoas em Gravataí, causando a morte de uma delas, aconteceu no início de uma partida de futebol entre dois times amadores — um da própria cidade e outro de Viamão. A vítima fatal tinha 27 anos e, até o início da tarde deste domingo (27), seu nome não havia sido divulgado.

— Por volta das 9h20min, começou uma garoa. Depois, a chuva ficou um pouco mais forte. Mas não tinha relâmpagos, trovões e muito menos raios — conta Luiz Henrique Ferreira, um dos atletas amadores que prestou os primeiros socorros.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  

Ele relata que as pessoas que estavam no campo localizado no bairro Rincão da Madalena foram surpreendidos por um estrondo e um clarão:

— O pessoal ficou meio zonzo. Quando todo mundo conseguiu abrir os olhos, tinha diversas pessoas caídas no chão. Alguns conseguiram levantar e sair do campo. Dois ficaram no chão. Um deles era o colega que acabou vindo a óbito. No outro jogador, conseguiram fazer a animação — acrescenta.

Integrante da direção do time da casa, o Rosário Central, Anderson Hends estava na beira do campo quando ocorreu o incidente:

— Foi uma coisa muito rápida, difícil de explicar. Eu estava só olhando e (quando caí) a impressão que tive era de que o menino do meu lado tinha me derrubado. Quando me levanto, está aquela situação difícil de escrever: nossos colegas deitados de bruços. A impressão era que todos tinham morrido.

Conforme o Hospital Dom João Becker, dos 14 feridos, apenas um seguia em observação no início da tarde. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros