FGTS: Caixa abrirá agências mais cedo nesta sexta e no sábado para saques de até R$ 500 - Notícias

Vers?o mobile

 
 

FUNDO17/10/2019 | 11h57

FGTS: Caixa abrirá agências mais cedo nesta sexta e no sábado para saques de até R$ 500

Em todo o país, mais de 2 mil unidades funcionarão em horário estendido também na segunda e na terça-feira

GaúchaZH
GaúchaZH

Entenda a reportagem em cinco pontos

  1. A Caixa Federal começa libera nesta sexta-feira (18) o saque de até R$ 500 do FGTS;
  2. Esta etapa é para quem não é cliente do banco e nasceu no mês de janeiro, conforme calendário do governo federal;
  3. Para facilitar o atendimento, algumas agências no país abrirão mais cedo na sexta, na segunda e na terça-feira. No sábado, essas mesmas unidades abrirão das 9h às 15h;
  4. Quem não quiser sacar não é obrigado, o dinheiro seque na conta do FGTS;
  5. O saque de até R$ 500 não tira o direito de saque no caso de demissão sem justa causa.

A Caixa Econômica Federal começa nesta sexta-feira (18) a liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para quem não possui conta no banco e nasceu em janeiro. A instituição informou que terá horários de atendimento especial e vai abrir parte de suas agências no sábado.

Para facilitar o atendimento, a Caixa abrirá 2.302 agências em horário estendido nesta sexta-feira, na segunda-feira (21) e na terça-feira (22). As unidades também abrirão no sábado (19), das 9h às 15h, para realizar o pagamento, solucionar dúvidas, promover acertos de cadastro dos trabalhadores e emitir senha do Cartão Cidadão.

Nos dias úteis, as agências que abrem normalmente às 10h iniciarão o atendimento com duas horas de antecedência. Aquelas que abrem mais cedo, às 8h, terão o encerramento do atendimento duas horas depois do horário normal. As que abrem às 9h terão atendimento uma hora antes e uma hora depois. Por último, as que abrem às 11h também começarão o atendimento duas horas antes do horário normal. A lista das agências com horário especial de atendimento está neste site.

No caso dos saques de até R$ 100, a orientação da Caixa é procurar casas lotéricas, com apresentação de documento de identificação original com foto. Segundo o banco, mais de 20 milhões de trabalhadores podem fazer o saque só com o documento de identificação nas lotéricas. Quem não tem senha e cartão cidadão e vai sacar mais de R$ 100, deve procurar uma agência da Caixa.

Ao todo, os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 28 bilhões para a economia neste ano. Para 2020, o valor adicional previsto é de R$ 12 bilhões. Mais de 96 milhões de brasileiros têm direito ao saque e, de acordo com a Caixa, 40% deles já receberam os valores referentes ao Saque Imediato. Desse total, 82% movimentaram o dinheiro pelo celular, sem precisar ir a agências.

Conforme o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, essa é a fase mais complexa dos pagamentos:

— Até agora, os três primeiros pagamentos, como eram de clientes da Caixa, 82% das pessoas sacaram pelo celular. Nos próximos 12 pagamentos, utilizaremos, em especial, as lotéricas. Esperamos movimento grande e presencial.

Plano de segurança

O vice-presidente de Distribuição da Caixa, Valter Nunes, afirmou que a Caixa tem um plano de segurança para esta etapa de saques, envolvendo a Polícia Federal e as polícias regionais, com sistema de rondas em locais de saque. Por se tratar de uma questão segurança, ele afirmou que não dará detalhes sobre o plano. Além disso, informou que há uma equipe de trabalho disponível para ocorrências relacionadas a segurança, reposição de numerário e outros problemas, até o fim dos pagamentos.

Dúvidas sobre valores e data do saque podem ser esclarecidas consultando o aplicativo do FGTS (disponível para iOS e Android), o site ou ligando para o telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas.

A data limite para saque é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os valores retornam para a conta do FGTS do trabalhador.

O Saque Imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso seja demitido sem justa causa ou em outras hipóteses previstas em lei.  Essa modalidade de saque não significa que houve adesão ao Saque Aniversário, que é uma nova opção oferecida ao trabalhador, em alternativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho. Por meio do Saque Aniversário, o trabalhador poderá retirar parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, de acordo com o mês de aniversário.

Calendário para não correntistas da Caixa


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros