Cris Silva: "Pode vir, verão!" - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Lá em Casa29/11/2019 | 11h56Atualizada em 29/11/2019 | 11h56

Cris Silva: "Pode vir, verão!"

Colunista escreve sobre maternidade e família todas as sextas-feiras

Cris Silva: "Pode vir, verão!" Foto: Arte DG/
Cris no DG Foto: Foto: Arte DG

Basta o primeiro calorão chegar para a gente se tocar para o sol, a piscina ou até mesmo partir para o Litoral. Eu amo uma praia, era daquelas que chegava cedo e saía tarde, mas, com meu filho, não dá para continuar nesse mesmo ritmo. 

No próximo mês, entraremos na estação mais quente do ano. Só que a gente não precisa esperar o verão chegar para se prevenir. Prevenção é o ano todo. 

Para quem vai curtir uma prainha com os filhos bem pequenos, aí vão algumas dicas bem importantes sobre cuidados com a saúde dos bebês.

Leia outras colunas de Cris Silva

Qual o melhor horário para ir ao sol? Qual o tipo de protetor solar usar? É importante que esses cuidados comecem desde cedo e que a gente preste atenção em alguns pontos na hora de expor os pequenos ao sol, mar ou piscina – principalmente para quem tem bebês menores de um ano. 

A dermatologista Márcia Donadussi explica que o ideal é que, até o primeiro ano de vida, o bebê seja mantido fora da exposição solar demasiada, procurando colocá-los para brincar sob o guarda-sol, de preferência de lona grossa, protegido com chapéu e roupas com fator de proteção solar. Assim como para os adultos, o melhor horário é antes das 10h e após as 16h, quando o sol está menos intenso.

Proteja sempre

 o que levar na praia para o bebê
Uso do chapéu é importanteFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Na hora de escolher o protetor solar, a recomendação é que bebês com mais de seis meses usem filtros encontrados em produtos de linha baby, preferencialmente com fator superior a 30, além de abusar dos chapéus. É importante também cuidar para que a criança esteja sempre de fraldas. O contato do bumbum com a areia ou o chão pode causar infecções na pele.

Para evitar a desidratação, ofereça água várias vezes ao dia para o bebê. A água de coco também é uma ótima opção, mas, antes, consulte o pediatra para saber se seu filho está liberado para tomar.

Os banhos de piscina e mar não são proibidos, mas deve-se tomar cuidado com a poluição do local para que a criança não pegue doenças, principalmente quando as vacinas ainda não estão completas. Na piscina, como se usa muitos produtos químicos, é provável que a pele do bebê fique ressecada. Se acontecer, use hidratantes infantis.

Tomando esses cuidados, aí é só relaxar e curtir o verão com a família.

Posso entrar?

Cris Silva no Posso Entrar? de Natal. ***Exclusivo, Sinal Aberto, Flávia Requião
Tem mais histórias para contar!Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Aproveito esse espaço para convidar todos vocês para assistirem à primeira história, de três episódios, da Temporada Especial de Natal do Programa “Posso Entrar?”. 

Amanhã, vamos mostrar a incrível história de duas irmãs gêmeas que só se conheceram depois de 26 anos – é um verdadeiro milagre de Natal. Parece coisa de novela, mas não é! 

Tô chegando amanhã, às 14h, na RBS TV, pedindo para entrar.

Perólas

Meu tio pediu para meu priminho participar da reza:
– Seja feita a sua vontade, assim na terra como no...
– No shopping.
Filipe, três anos


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros