Grande Encontro traz a nata do nativismo e homenagem às mulheres - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Piquetchê04/11/2019 | 11h45Atualizada em 04/11/2019 | 11h45

Grande Encontro traz a nata do nativismo e homenagem às mulheres

Sétima edição do projeto acontece no Auditório Araújo Vianna, nesta terça-feira. 

A sétima edição do Grande Encontro, um evento que se tornou referência na música nativista reunirá, na noite desta terça (cinco), no Auditório Araújo Vianna, um impressionante número: 141 artistas. Mas, muito além de juntar expoentes do cancioneiro gaúcho, como João Luiz Corrêa, Renato Borghetti e os Fagundes, esta edição da iniciativa tem uma importância especial, pois o público poderá conferir diversas homenagens aos grupos multiculturais As Assadoras (Gurias da Comparsa Cabeça de Toro) e As Anitas Por Si Só. No evento, ainda, o público poderá conferir a apresentação do grupo Peitaço, criado por Shana Müller, em julho deste ano, com mais de 30 mulheres, que tem o objetivo de transformar a música gaúcha em um ambiente mais feminino. 

shana müller, foto atualizada.
Shana será uma das atrações do espetáculoFoto: Divulgação / Stefanie Telles

Um destes grupos, As Anitas Por Si Só, destaca Ayrton "Patineti" dos Anjos, responsável pelo evento, é composto por 15 integrantes, e tem a missão de cultuar e divulgar as tradições gaúchas, participando de rodeios, bailes, cavalgadas e nos festejos da Semana Farroupilha, sempre homenageando a mulher gaúcha. 

— Presenciei a atuação delas no Acampamento Farroupilha, neste ano. Algo impressionante — elogia o produtor, um dos nomes mais conhecidos do meio musical gaúcho, que já produziu nomes como Elis Regina (foi a gaúcha, que teve sua carreira iniciada pelo produtor, que lhe deu o célebre apelido, aliás).  

Atração surpresa

Como nas apresentações anteriores, um dos objetivos da iniciativa é retomar e prestigiar canções que são referência da cultura gaúcha. Nesta edição, o Grande Encontro homenageia, ainda a Fábrica de Gaiteiros, de Renato Borghetti, que oferece aulas de gaita para jovens músicos, e o produtor Wilson Poso, que nasceu em São Paulo, mas trabalhou com grandes nomes da música gaúcha, como Paixão Côrtes (1927 - 2018), Os Serranos e Os Monarcas.

Além da homenagem para elas, uma das expectativas do público é pela participação de um dos ícones da música gaúcha, que não está na lista oficial, cujo nome é mantido a sete chaves, em segredo, por Patineti.

— Ele está ensaiando, é isso que posso te dizer — resume o produtor.

Empolgado, Patineti destaca que o público que for ao Araújo Vianna poderá conferir a interpretação de algumas faixas por seus compositores, algo que não é muito comum em festivais nativistas (em vários deles, o intérprete da faixa não a compôs). 

— Imagine, veremos, no palco (a canção) Pra Bailar de Cola Atada, cantada pelo seu compositor, Juliano Gomes (compositor da faixa ao lado de Anomar Danúbio Vieira). Além disso, teremos outras coisas lindas, como o Érlon Péricles cantando com o Mauro (Moraes, a faixa Vozes Rurais, de autoria de João de Almeida Neto), sendo que eles estão gravando um disco juntos — celebra o responsável pela iniciativa.


Serviço

O quê: sétima edição do Grande Encontro

Quando: nesta terça (cinco), a partir das 20h30min.

Onde: Auditório Araújo Vianna, Avenida Osvaldo Aranha, 685

— Ingressos: a 40, à venda nas Lojas Multisom do Shopping Iguatemi (João Wallig, 1.800), do Shopping Praia de Belas (Praia de Belas, 1.181), do Bourbon Ipiranga (Avenida Ipiranga, 5.200 ou pelo site.




 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros