Magali Moraes e a famosa escola da vida - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga07/11/2019 | 14h17Atualizada em 07/11/2019 | 14h18

Magali Moraes e a famosa escola da vida

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e a famosa escola da vida Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Ela não tem nome escrito em um luminoso. Não dá diploma. Não rende fotos lindas de formatura. Mas aplica cada prova! E pode apostar que ensina muito. Na escola da vida, os novatos geralmente nem sabem que estão aprendendo. Tomara que percebam a tempo. Já os mais velhos (apesar da vista fraca) enxergam o que ela traz de ensinamento. E quem são os professores? Nós. Qualquer um. A gente sempre aprende alguma coisa com os exemplos dos outros. Principalmente estudando seus erros.

Os autodidatas, que conseguem ganhar conhecimento técnico se virando sozinhos, também podem aprender bastante na tal escola da vida. O ano letivo é todo dia e noite, cada minuto vivido. Funciona sem recreio, sem uniforme, sem mesa e cadeira, sem lugar marcado. Isso porque qualquer banco de cozinha, de praça ou de ônibus viram lugar de ensinamento. Até degrau de escada se torna auditório. Dá pra aprender de pé, caminhando, olhando pra trás ou pensando lá na frente. 

Leia mais colunas da Maga 

Aberta

Só a didática não é muito boa, e a gente acaba aprendendo na marra. A escola da vida tem métodos que o MEC não aprovaria. E tá sempre aberta pra receber quem estudou nos melhores colégios e quem não teve a mesma oportunidade. Posso ser sincera? O ensino tradicional tem tanto conteúdo que se torna inútil depois da prova. Enquanto isso, como faz falta aprender a lidar com dinheiro (a presença e a falta dele). Aprender a cuidar da saúde. Aprender a lidar com as pessoas e ser mais humano.

Tenho me esforçado pra passar de ano nessa interminável escola da vida. Em raros momentos, eu me acho um gênio. Na maioria das vezes, me sinto burra como uma porta. Agradeço cada ensinamento, e sei que devo ter perdido muita lição importante no meio do caminho. Mas brasileiro não desiste, né? Me conta o que a escola da vida já te ensinou. Você consegue ensinar algo pra quem está por perto? Todo mundo é aluno e mestre. Precisamos desaprender as bobagens e focar no que nos faz crescer.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros