Magali Moraes: simpatia funciona? - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga13/01/2020 | 10h00

Magali Moraes: simpatia funciona?

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: simpatia funciona? Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Alguma vez na vida, você vai ser uma pessoa supersticiosa e fazer uma simpatia querendo muito que ela funcione. Que mal tem em dar uma chance para o poder do sobrenatural? Vai que rola uma energia boa e tudo se resolve. Se a simpatia for fácil de fazer, bora tentar. Foi o que pensei na virada do ano, quando uma amiga soube do meu dedinho quebrado e sugeriu que poderia ser uma dívida com Iemanjá. Pouco tempo antes, eu tinha machucado o joelho também na praia. Aiaiai.

A primeira coisa que pensei: poxa, será que eu tô no Serasa com Iemanjá e nem sabia? Melhor não ficar com o nome sujo justo com a Rainha do Mar. Sorte que a forma de limpar essa dívida era simples. Eu deveria mandar um sabonete bem cheiroso pra ela. Não me considero supersticiosa, mas fui logo comprar o sabonete. Pegar um de casa talvez fosse interpretado como pouco caso com Iemanjá. E como ter certeza que o meu "bem cheiroso" é o mesmo que o dela? Pra complicar, tenho rinite. 

Leia mais colunas da Maga 

Infância

Apelei para a memória olfativa. Lembrei do poder de um sabonete Phebo. Durante toda a infância, eu ia numa dentista que invariavelmente começava o atendimento lavando suas mãos com o sabonete Phebo bem escuro. As luvas de borracha não me impediam de sentir o perfume, e eu achava o máximo. Enquanto a Tia Eneida metia algodão e broca na minha boca, eu me distraía com o cheirinho gostoso daquele sabonete. Se me marcou até hoje, Iemanjá certamente iria gostar.

Tomara que tenha dado certo. Arremessei o sabonete bem longe no mar e reforcei o pedido, conversando baixinho com ela. Se já fiz outras simpatias, não lembro. Respeito quem acredita, cada um sabe de si. Pedir aos céus uma forcinha pra conseguir amor, emprego ou o que quiser desperta a fé. E, quando tem fé, tem grande chance de acontecer. Falando nisso, vale lembrar daquela simpatia que faz sorrir, ter afeto e ser gentil: a simpatia que podemos demonstrar uns aos outros. Essa funciona sempre, vai por mim. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros