Bancas de jornais de Porto Alegre se unem na arrecadação de tampinhas para entidades beneficentes  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso14/02/2020 | 13h33

Bancas de jornais de Porto Alegre se unem na arrecadação de tampinhas para entidades beneficentes 

O grupo fez a doação de 120 bombonas com tampinhas de garrafas pet no Instituto do Câncer Infantil 

Bancas de jornais de Porto Alegre se unem na arrecadação de tampinhas para entidades beneficentes  Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Tampinhas doadas para o ICI encheram 120 bombonas Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Com a intenção de aproximar os clientes e incentivar a solidariedade, bancas de jornais da Capital estão arrecadando tampinhas plásticas de garrafas pet para realizar doações em entidades beneficentes e assistenciais que integram o programa Tampinha Legal. O grupo é composto por donos e funcionários de bancas — que também consideram-se jornaleiros pela proximidade e venda dos jornais. No total, são cerca de 70 unidades espalhadas pela Capital. 

LEIA MAIS
Obra de creche abandonada causa insegurança em Gravataí
Rua do bairro Querência, em Viamão, continua com buracos e sem pavimentação
Idosa sofre com à espera de cirurgia no quadril

— Começamos a juntar as tampinhas em novembro do ano passado e já realizamos três entregas. A última ocorreu no dia 30 de janeiro, no Instituto do Câncer Infantil (ICI). Conseguimos entregar 120 bombonas — conta Cristiano Fabricio Catelan, dono da banca da esquina da Avenida Assis Brasil com a Rua Tapajós, na Zona Norte. 

Proprietária de uma banca na Avenida Assis Brasil, esquina com a Rua Edmundo Bastian, Isabel Catelan, 49 anos, irmã de Cristiano, conta que já arrecadava e doava tampinhas, mas decidiu levar a ideia para o grupo dos jornaleiros. 

— Cristiano e eu pensamos sobre como todos juntos poderiam ajudar. É uma forma de melhorarmos nosso negócio com a participação dos clientes que passam todos os dias por aqui – afirma Isabel, e o irmão complementa: 

— Aproximamos muitas pessoas que deixam o material na banca. Até as crianças já sabem do valor da doação e trazem suas tampinhas quando estão indo para a escola. 

Seu problema é nosso , jornaleiros, tampinhas, bancas de jornal, spn de ajuda, divulgação<!-- NICAID(14417826) -->
Entrega foi realizada no dia 30 de janeiroFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Contribuições 

Segundo Cristiano, a cada doação planejada, um dos participantes escolhe a instituição onde serão levadas as tampinhas: 

— Na primeira, doamos para uma igreja. Depois, para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) e, por último, para o Instituto do Câncer Infantil. Queremos ajudar várias entidades, e não custa nada, pois a bombona não ocupa muito espaço. 

Inspirados pela boa ação, os jornaleiros pensam em outras atividades, além da arrecadação das tampinhas. 

— Pensamos em ajudar mais. Por exemplo, com a doação de sangue — conta Alexandra Nair Etchebarne Paz, 34 anos, proprietária de banca na Avenida Protásio Alves. 

Segundo Cristiano, uma das próximas ações é a arrecadação de caixas de leite: 

— Um dos integrantes do grupo nos informou que a Casa de Apoio Madre Ana precisa de leite. Já começamos a realizar a coleta e, assim que der, vamos entregar. A arrecadação de tampinhas continua. 

Em breve, de acordo com Cristiano, o grupo dos jornaleiros de bancas terá divulgações na internet para pessoas interessadas em participar: 

— Mas, para quem quiser ajudar, basta procurar uma das bancas em Porto Alegre e se informar. 

PARA DOAR 

/// Tampinhas plásticas podem ser deixadas nas bancas de jornais em Porto Alegre. 

/// São cerca de 70 bancas que arrecadam e repassam às instituições. 

Como funciona 

/// Toda sociedade pode participar, levando as tampinhas até os pontos de coleta (bancas que participam da ação). 

/// As próprias entidades separam as tampinhas por cor — pois há diferenciação de valores. Se forem entregues misturadas, elas perdem valor agregado. 

/// O reciclador compra as tampinhas. A entidade recebe o pagamento. 

/// Após uma sequência de processos, esse material é vendido para a indústria e se transforma em outros produtos. 

Produção: Caroline Tidra 

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso  

 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros