Gás de cozinha será vendido a R$ 40 em Canoas - Notícias

Versão mobile

 
 

PROTESTO DOS PETROLEIROS05/02/2020 | 11h33Atualizada em 05/02/2020 | 11h37

Gás de cozinha será vendido a R$ 40 em Canoas

A ação é organizada pelos petroleiros gaúchos, que estão em greve há cinco dias. Venda será limitada a cem unidades

Gás de cozinha será vendido a R$ 40 em Canoas Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
A venda ocorrerá em Canoas Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Nesta quarta-feira (05), cem botijões de gás de cozinha de 13 quilos serão vendidos a R$ 40 no bairro Niterói, em Canoas. A média de preço praticada no mercado gira em torno de R$ 70 —  desconto chega a quase 43%. A ação é organizada pelos petroleiros gaúchos, que estão em greve há cinco dias. A categoria se opõe à privatização da Petrobras e, por meio da ação de hoje, busca mostrar que é possível comercializar o gás de cozinha a custo de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras e a arrecadação dos impostos. 

LEIA MAIS
Maioria dos inadimplentes deve até R$ 1 mil: confira dicas para limpar o nome no SPC
Alta da carne afeta preço de restaurantes em Porto Alegre
As linhas de ônibus com mais reclamações de atraso em Porto Alegre

De acordo com o presidente do Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS), Fernando Maia da Costa, a intenção é de que a população compreenda a forma que o sindicato acredita que a política de preços da Petrobras pode ser trabalhada. 
— Para a realização desta ação, foi feito um contrato com uma distribuidora para que o gás de cozinha seja vendido com um valor que consideramos adequado e que poderia ser praticado pela Petrobras — afirma o presidente. 

Segundo Fernando, a ação de redução do valor do gás de cozinha já aconteceu em cidades de outros Estados e combina com o propósito da greve dos petroleiros:
— É uma conjunção que oportuniza a conscientização do que está acontecendo hoje, com a venda da Petrobras aos pedaços. Os preços dos derivados do petróleo poderiam ser menores, e os impostos do governo federal, também. Acreditamos que a Petrobras tem que manter o caráter de estado e atuar de forma que garanta os interesses da população e a venda do gás de cozinha com valores menores. Reduzir o preço também contribui para a segurança do povo. 

A venda dos botijões, de acordo com o dirigente, será organizada por uma equipe de petroleiros que, a partir das 16h, fará a distribuição de cem vouchers. Cada pessoa terá direito a uma unidade e deverá levar um botijão vazio. 

SERVIÇO:
/// O QUE: venda de 100 botijões de gás de cozinha
/// VALOR: R$ 40 
/// QUANDO: quarta-feira (05), a partir das 16h
/// ONDE: Rua Tóquio, 181, Vila Joāo de Barro, bairro Niterói, em Canoas


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros