Magali Moraes e o medo do calorão - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga07/02/2020 | 10h00Atualizada em 07/02/2020 | 10h00

Magali Moraes e o medo do calorão

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e o medo do calorão Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Não é o calorão de Forno Alegre que me assusta. É o da menopausa. Aquele famoso. Uma mistura de incêndio instantâneo com forno ligado três horas na temperatura máxima e vulcão em erupção. Várias amigas estão passando por isso. Pelos depoimentos, esse fogaréu dos infernos dura poucos minutos e faz suar o bigode até no frio do inverno.

Me contaram que a coisa é tensa. Se você enxergar uma mulher moderna tirando da bolsa um leque e se abanando loucamente é pura sobrevivência.

Quando o maldito calorão surge, não tem como disfarçar. As bochechas coradas refletem o calor interno. Dizem que o lençol da cama fica empapado. Idem a testa. Se a janela do ônibus está fechada, dá desespero. Até que o condicionador de ar refresque o ambiente, a onda de calor já foi e voltou. Chamam essa belezinha de fogacho

ou afrontamento. Uma afronta, isso sim. Pelo que li, é como se bugasse a temperatura interna. Os hormônios (sempre eles) fazem mais essa bagunça com o nosso corpo.

Leia mais colunas da Maga 

Bicicleta

Estou contando com a sorte. Tomara que aquela bicicleta que ganhei na rifa da festa de São João nos tempos de criança não tenha liquidado com a minha cota de sortuda. Nem todas as mulheres passam pelo calorão. Quero muito pertencer às estatísticas de quem não sente esse sintoma da menopausa. Acabou o período reprodutivo? Tudo bem. Vida que segue, sendo ainda produtiva em um milhão de áreas. Se os meus ovários decidiram se aposentar, o problema é deles. Não meu.

Concordo que é estranho um setor do corpo encerrar mais cedo suas atividades. As pernas e braços em movimento. O coração bombeando sangue. Neurônios (graças a Deus) fazendo muitas sinapses. Pulmões funcionando, idem os rins. Até o pâncreas, que ninguém sabe bem o que faz, tá trabalhando. Aparelho digestivo a postos. Só o aparelho reprodutivo fecha o guichê. Menopausa, pode vir. Mas vem de boas, tá? Falando em calorão, vou tirar uns dias de férias pra curtir o frio. Volto dia 2 de março. Te cuida!  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros