Veja dicas para evitar transmissão do coronavírus em locais públicos - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Prevenção15/03/2020 | 14h33Atualizada em 15/03/2020 | 14h33

Veja dicas para evitar transmissão do coronavírus em locais públicos

Reforço na higiene em espaços com grande circulação de pessoas e etiqueta respiratória ajudam a barrar o avanço da doença, segundo especialistas 

A chegada do coronavírus ao Brasil provoca mudança nos hábitos da população, desde as interações interpessoais até as atividades em ambientes compartilhados. A atenção em locais com grande circulação de pessoas, como veículos de transporte público, supermercados e praças de alimentação, deve ser redobrada, segundo especialistas ouvidos pela reportagem. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A médica infectologista Rosana Richtmann, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, afirma que esses ambientes não precisam ser evitados pela população, mas destaca que os responsáveis por esses locais têm de garantir uma boa higienização para combater a transmissão da doença. 

— O vírus não é muito resistente no ambiente, desde que o local seja limpo. Se existir uma limpeza mínima, é um vírus de fácil remoção. Seria interessante o próprio estabelecimento melhorar a higienização de todos os locais onde as pessoas vão com a mão. Seja em um corrimão, seja em uma maçaneta, por exemplo. 

Por parte dos frequentadores, a lavagem das mãos com água e sabão ou álcool gel após frequentar locais com grande circulação de pessoas é uma medida importante para evitar o contágio, segundo a especialista.

— Se a pessoa não tem condição de higienizar a mão logo após tocar nos objetos desses locais, ela tem de evitar colocar a mão nos olhos, no nariz e na boca. O vírus não voa da mão para o sistema respiratório — explica a médica. 

Leia também
Hospital de Clínicas recebe R$ 57 milhões para combate ao coronavírus
Coronavírus: saiba quais são os principais sintomas e como ele é transmitido
VÍDEO: aprenda a fazer a higiene das mãos e saiba qual o modo correto de espirrar e tossir

O infectologista do Hospital Nossa Senhora da Conceição André Luiz Machado da Silva afirma que a prevenção de transmissão do vírus em locais públicos começa por parte das pessoas com sintomas da doença. Segundo ele, esses indivíduos devem seguir a etiqueta respiratória, como evitar espirrar ou tossir nas mãos.  

— As pessoas com sintomas de doenças respiratórias precisam ter a consciência da etiqueta respiratória, bem como evitar locais públicos aglomerados. Se for necessário frequentar esses locais, que então usem máscaras — orienta Silva. 

O médico afirma que objetos de uso pessoal, como celulares, também devem ser higienizados. Esse procedimento evita a transmissão do vírus: 

— Esse objeto pode ser higienizado com um pano umedecido com água e detergente em vez de usar álcool, que muitas vezes acaba ressecando a borracha. Aplicar esse produto umas duas vezes é o suficiente por inativar o vírus. 

Silva salienta que, assim como na epidemia de H1N1 em 2009, um dos desafios no cenário atual é barrar a transmissão no transporte público. Segundo o especialista, o reforço na rotina de higienização das áreas de uso comum nos veículos pode ajudar nesse combate. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros