Marchezan decreta calamidade pública e prorroga medidas de restrição em Porto Alegre até 30 de abril - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Combate ao coronavírus01/04/2020 | 18h09

Marchezan decreta calamidade pública e prorroga medidas de restrição em Porto Alegre até 30 de abril

Decreto publicado na madrugada desta quarta-feira revoga todos os anteriores editados em meio à pandemia

A prefeitura de Porto Alegre publicou, na madrugada desta quarta-feira (1º), decreto que estabelece estado de calamidade pública na cidade — desde o dia 17, o município estava em situação de emergência. A principal mudança é que, com o novo texto, a prefeitura está autorizada a realizar despesas extraordinárias e a transferir recursos de uma área para outra, de acordo com a previsão legal.

Leia mais
Governo do RS decreta fechamento do comércio para todos os municípios até 15 de abril
Idosos com mais de 80 anos serão vacinados contra gripe em casa em Porto Alegre
Homem de 33 anos e idosa de 90 são os mais novos casos de cura do coronavírus na Capital

Também fica criado o Comitê Temporário de Enfrentamento ao Coronavírus (CTECOV) do município de Porto Alegre. Além disso, todas as medidas de restrição que envolvem comércio, serviços e circulação de pessoas estão prorrogadas até o dia 30 de abril.

— O espírito deste decreto é reunir todas as mudanças que foram feitas neste último mês de março e que algumas pessoas estavam com dúvidas. Assim, unificamos todos, prorrogando o prazo para as medidas. Também teremos mais facilidade para acessar recursos no enfrentamento ao coronavírus — explica o secretário extraordinário de Enfrentamento do Coronavírus da Capital, Bruno Miragem.

O decreto também institui um grupo especial para propor alternativas relacionadas ao desenvolvimento econômico e à geração de emprego e renda.

Confira, abaixo, alguns dos principais pontos. O texto na íntegra, que soma 29 páginas e é assinado pelo prefeito Nelson Marchezan, pode ser conferido no link ou ao final da matéria.

Normas gerais

- Está proibido o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais, de serviços e industriais, bem como as atividades de construção civil, com exceção dos setores administrativos, que podem ser feitos de forma remota e individual.

- Estão autorizadas as atividades e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços de qualquer ramo, se for para a prestação de serviços ao poder público.

- Atividades de construção civil estão autorizadas somente para fins de saúde, segurança e educação.

Atividades essenciais (a íntegra de todas pode ser conferida no decreto)
/// Todos os serviços públicos
/// Assistência à saúde
/// Farmácias e drogarias
/// Relacionados ao comércio, serviços e indústria na área da saúde e segurança
/// Atividades médico-periciais
/// Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade
/// Atividades de segurança privada
/// Atividades de defesa civil
/// Transportadoras
/// Serviços de telecomunicações, internet e processamento de dados e relacionados à tecnologia da informação
/// Telemarketing
/// Distribuidoras de energia elétrica, água, saneamento básico, serviço de limpeza urbana e coleta de lixo
/// Manutenção de redes e distribuição de energia elétrica e iluminação pública
/// Produção, distribuição, comercialização e entrega realizadas presencialmente
/// Mercados, supermercados, hipermercados, padarias, lojas de conveniência, mercearias, açougues, peixarias, fruteiras e centros de abastecimento de alimentos, as distribuidoras e centros de distribuição de alimentos e de água, salvo se estas não forem as atividades predominantes do estabelecimento
/// Serviços funerários
/// Inspeção de alimentos, de produtos e de derivados de origem animal e vegetal
/// Controle e fiscalização de tráfego
/// Veículos de comunicação
/// Atividades de fiscalização
/// Produção, distribuição e comercialização de combustíveis, lubrificantes e derivados
/// Serviços agropecuários e veterinários e de cuidados com animais em cativeiro, incluídos clínicas veterinárias e pet shops
/// Serviços de manutenção, de reparos ou de consertos e veículos, de pneumáticos, inclusive borracharias, de elevadores e de outros equipamentos essenciais ao transporte, à segurança e à saúde
/// Serviço de hotelaria e hospedagem
/// Atividades de pesquisa, científica, laboratoriais ou similares, relacionadas com a pandemia.

Restaurantes e bares

- O funcionamento de restaurantes, bares, lancherias e similares é permitido apenas pelo sistema de telentrega ou pegue e leve, sendo vedado o ingresso de clientes ou formação de filas.

- Padarias e lojas de conveniência podem funcionar com telentrega e pegue e leve, com restrição do número de clientes, na proporção de um para cada um atendente, sendo vedado o ingresso em espaços de convivência e a formação de filas.

Agências bancárias e serviços postais

- Atendimento deverá funcionar com portas fechadas, equipes reduzidas e restrição do número de clientes, na proporção de um para cada um funcionário.

Serviços funerários

- Nos casos de mortes cuja causa seja atribuída à infecção suspeita ou confirmada por coronavírus, velórios e despedidas fúnebres estão suspensos, e o transporte e disposição do cadáver devem ocorrer com caixão lacrado.
- Acesso de pessoas a velórios ou despedidas fúnebres está limitado a 30% da capacidade máxima do local.

Estabelecimentos permitidos

/// Ferragens e relacionados ao comércio de materiais de construção
/// Indústrias de produtos perecíveis, de alimentação animal, de limpeza e assepsia
///  Fornecimento e distribuição de gás
///  Lavanderias
///  Óticas
/// Salões de beleza e barbearias (devem funcionar com equipes reduzidas e com restrição ao número de clientes simultâneos, e a lotação na sala de espera não poderá exceder a 30%, com distância de quatro metros quadrados entre os clientes)
/// Indústria e comércio de embalagens de papel, papelão, vidro e plástico
/// Indústria e comércio de produtos farmoquímicos e farmacêuticos e de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos
/// Fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal
/// Fabricação de equipamentos e acessórios para segurança e proteção pessoal e profissional
/// Gráficas
/// Comércio de adubos e fertilizantes e produtos químicos orgânicos
/// Estacionamentos, sendo vedado o serviço de manobristas
/// Serviços de manutenção predial e residencial
/// Atividades relacionadas à produção rural
/// Produção e comércio de autopeças (apenas no sistema de tele-entrega ou pegue e leve)
/// Unidades lotéricas

Shoppings

- Está proibido o funcionamento de shoppings centers e centros comerciais, com exceção de farmácias, estabelecimentos de comércio e serviços na área da saúde, posto de atendimento da Polícia Federal, mercados, supermercados e afins, bancos, terminais de autoatendimento, lotéricas, correios e estacionamentos nele situados.

Mercado Público

- Fica fechado, com exceção dos restaurantes, estabelecimentos com comércio de alimentação e vendas de produtos alimentícios, bem como espaços de circulação para acesso a tais estabelecimentos.

- Funcionamento deverá ocorrer com portões fechados, com exceção daqueles com acesso pela Praça XV de Novembro e pela Avenida Borges e Medeiros.

- Número de pessoas não pode exceder 30% da capacidade máxima prevista no alvará.

- Lojas com acesso pela parte externa do prédio devem manter janelas e portas abertas, fechando as portas que dão acesso à parte interna do prédio.

- O horário de funcionamento fica limitado ao período das 9h às 17h.

Casas noturnas e eventos

- Está proibido o funcionamento de casas noturnas, pubs, boates e similiares.

- Está proibido o funcionamento de museus, teatros, centros culturais, bibliotecas, cinemas e similares.

- Está proibido o funcionamento de academias, centros de treinamento, centros de ginástica, clubes sociais e similares.

- Está proibido o uso de salões de festas e de jogos, salas de cinema, espaços de recreação e academias em condomínios residenciais, ou qualquer outra área de convivência.

- O síndico de condomínios residenciais é obrigado a manter higienização em áreas comuns, disponibilizando álcool gel 70% junto a acessos de pessoas, elevadores ou portarias.

- Feiras de hortifrutigranjeiros ao ar livre podem funcionar, desde que com 10 metros de distância entre as bancas.

Missas e cultos

- Estão permitidos apenas para a captação audiovisual, com ingresso no estabelecimento apenas da equipe técnica.

- Trabalho social nas igrejas e templos que envolvam entrega de alimentos, agasalhos e similares está permitido, mas a entrega só poderá ocorrer no sistema pegue e leve, sem filas.

Medidas de higienização

- Deverão ser adotadas por restaurantes e bares, agências bancárias, órgãos e repartições públicas, entre outros.

Transporte coletivo

- A tabela da EPTC deverá considerar uma redução de viagens variando entre 10% e 70%.

- A capacidade de passageiros sentados não pode ser excedida.

- A utilização do TRI está proibida para pessoas com idade igual ou superior a 60 anos entre 6h e 9h e entre 16h e 19h.

- A utilização do TRI está autorizada para residentes, estagiários e aprendizes nas atividades em funcionamento e estudantes das áreas da saúde e da educação.

- O transporte coletivo urbano, metropolitano e de lotação deverá circular com vidros e janelas do alçapão abertos.

Transporte individual

- O motorista deverá adotar higienização de mãos e de equipamentos de pagamento por cartão.

- É obrigatória a limpeza rápida de pontos de contato.

- O veículo deverá circular com as janelas abertas.

Escolas

- Ficam suspensas as atividades presenciais no ensino infantil, fundamental, médio e superior, tanto de estabelecimentos públicos quanto privados.

Circulação de idosos

- Fica determinada a abordagem para orientação do isolamento domiciliar de pessoas com 60 anos ou mais.

- Os idosos não podem circular em praças e parques. Em caso de descumprimento, está prevista multa de até R$ 429,20.

- Empregadores deverão designar pessoas acima de 60 anos para trabalhar de forma remota.

Leia a íntegra do decreto


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros