Para medir índices de distanciamento social, Porto Alegre vai monitorar movimentação de 540 mil celulares - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Tecnologia contra o vírus18/05/2020 | 08h55Atualizada em 18/05/2020 | 08h55

Para medir índices de distanciamento social, Porto Alegre vai monitorar movimentação de 540 mil celulares

Sistema divide cidade em raios de 450 metros para verificar circulação dos telefones

Para medir índices de distanciamento social, Porto Alegre vai monitorar movimentação de 540 mil celulares Mateus Bruxel/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

Desde sexta-feira (15), a prefeitura de Porto Alegre conta com uma nova ferramenta para medir a eficiência das medidas de distanciamento social na capital gaúcha. Cerca de 540 mil celulares da Capital terão sua movimentação pela cidade monitorada. O objetivo é aprimorar as medidas do poder público contra o coronavírus, freando a velocidade de contágio.

A iniciativa ocorre por meio de uma parceria sem custos com a empresa de tecnologia InLoco, detentora exclusiva de uma tecnologia de geolocalização certificada pela Associação Brasileira das Empresas de Software. A prefeitura afirma que os dados são anônimos: terão uso meramente estatístico e quantitativo, com proteção das garantias e dos direitos fundamentais de privacidade dos usuários de telefonia.

O sistema divide o mapa de Porto Alegre em centenas de pequenos núcleos com raio de 450 metros cada um. A partir daí, verifica, com base nos sinais dos celulares, quantos deles transitam de um núcleo para outro a cada dia, e assim calcula a estimativa de movimentação de pessoas pela cidade. Desta forma, conforme o diretor de Estrutura e Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, Fabiano Monaiar, é possível projetar o nível de isolamento em todas as zonas da cidade e planejar ações direcionadas a bairros específicos.

Segundo o prefeito Nelson Marchezan, com a compreensão mais detalhada dos deslocamentos em diferentes regiões da Capital, poderão ser adotadas “medidas mais precisas em resposta ao comportamento dos porto-alegrenses e à progressão epidemiológica", diz Marchezan. O acordo com a InLoco terá validade de três meses, mas poderá ser prorrogado até o final do ano, dependendo do comportamento epidemiológico da covid-19 em Porto Alegre.

Conforme dados da sexta-feira (15) da Secretaria Estadual de Saúde, Porto Alegre contabilizava 597 casos confirmados de covid-19.

Receba duas vezes por dia um boletim com o resumo das últimas notícias da covid-19. Para receber o conteúdo gratuitamente, basta se cadastrar neste link.

Quer saber mais sobre o coronavírus? Clique aqui e acompanhe todas as notícias, esclareça dúvidas e confira como se proteger da doença.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros