Magali Moraes e o dinheiro em penca - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga10/06/2020 | 11h04Atualizada em 10/06/2020 | 11h04

Magali Moraes e o dinheiro em penca

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e o dinheiro em penca Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Comprei sem querer essa planta. Conheço poucas pelo nome e não sei identificar folhagens só de ver. Ainda por cima li rápido (e sem óculos) a etiqueta. "Pinheiro em penca" não fez muito sentido na hora, mas eu estava mais preocupada em resolver a lista de compras e ir pra casa. Só queria uma planta com ramos caídos pra ocupar um espaço vazio na prateleira. Achei essa simpática e rechonchuda. Meu objetivo foi meramente decorativo. Acabei criando um problema pra mim mesma.

Dinheiro em penca é muita responsabilidade! É dinheiro vivo, com o perdão do trocadilho. Precisa de fotossíntese, luz solar, a quantidade certa de água. E meu histórico com plantas não é dos melhores. Pra completar, não sei cuidar do dinheiro de verdade. Me atrapalho com o extrato. Até no Banco Imobiliário eu perco. Se fosse dinheiro em penca artificial, com folhas de plástico, seria mais parecido com cartão de crédito. Se bem que esse aí é um perigo. A gente não sente que está gastando.

Leia outras colunas da Maga

Fartura

Fui pesquisar na internet. Era o que eu temia! Existe a crença popular de que essa planta atrai dinheiro, fartura e sorte. Agora tenho o compromisso de cuidar muito bem da minha. Todas as outras plantas aqui de casa acabaram de ficar em segundo plano. O destino quis que eu escolhesse justo uma espécie cheia de significados. Por que não coloquei os óculos e li com atenção o que estava comprando?! Não sou louca de comprometer a prosperidade da família. A ideia era apenas alegrar a sala.

Nem vou comentar que encontrei diversas simpatias pra fazer com essa planta. Se eu enterrar moedas no vaso, parece que o dinheiro real também cai em penca. É moeda de um pila ou posso enterrar centavos? Melhor parar de ler. Expectativas foram criadas. Descobri que dinheiro em penca é uma planta que cresce rápido. Daí vem a dúvida: acontece o mesmo na carteira? E se eu acordar e a planta estiver murcha? Morreu o saldo no banco? Me deseje sorte pra manter as contas em dia.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros