Mesmo com restrições, Porto Alegre registra menor nível de distanciamento desde junho - Notícias

Versão mobile

 
 

39,9%12/07/2020 | 13h23Atualizada em 12/07/2020 | 13h23

Mesmo com restrições, Porto Alegre registra menor nível de distanciamento desde junho

Indicador revela desafios da prefeitura na tentativa de conter aumento dos casos de covid-19 na Capital

Mesmo com restrições, Porto Alegre registra menor nível de distanciamento desde junho Mateus Bruxel/Agencia RBS
Movimento nas ruas não diminuiu, mesmo com novas restrições da prefeitura Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

O índice de distanciamento social em Porto Alegre nesta sexta-feira (10) foi de 39,9%, atingindo o menor nível em três semanas. O indicador, distante dos 55% desejados pela prefeitura, foi divulgado neste sábado (11). A sexta-feira foi também o dia em que passaram a valer as mais recentes restrições aplicadas pelo executivo municipal, como o bloqueio do vale-transporte para cerca de 130 mil trabalhadores de serviços não essenciais.

De acordo com Bruno Miragem, secretário extraordinário de Enfrentamento do Coronavírus de Porto Alegre, o indicador revela o desafio de comunicação que a prefeitura tem pela frente. Miragem pondera que o dia de sol após uma semana chuvosa pode ter contribuído para o indicador negativo.

— Não é possível fazer uma leitura isolada de um dia. É claro que o índice não é o que desejávamos e esperamos, especialmente porque na sexta-feira (10) entraram em vigor as restrições do transporte. Precisamos ler isso de duas formas. De um lado, um desafio de comunicação no sentido de angariar o engajamento. De outro, pode ter havido o fato de que a semana foi de intempéries, e a sexta foi um dia em que isso não ocorreu. Talvez possa ter contribuído — avaliou Miragem.

Os dados de distanciamento são medidos pela empresa Inloco, por meio do rastreamento de aparelhos de celular pela cidade. As estatísticas são produzidas a partir da movimentação de cerca de 540 mil usuários, em todas as regiões da Capital. A sequência de indicadores pode ser consultada no site da Procempa.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros