Magali Moraes: pai de todos os dias - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga10/08/2020 | 09h00Atualizada em 10/08/2020 | 09h00

Magali Moraes: pai de todos os dias

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: pai de todos os dias Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Não é porque o Dia dos Pais foi ontem que o assunto terminou. Eles merecem mais. E a gente sabe que essas datas só existem pra agitar o comércio. Nenhum filho precisa de um dia especial pra demonstrar seu amor (ou não deveria precisar). Da mesma forma, os pais já perceberam que é no dia a dia que se constrói uma relação de proximidade com suas crias. Sabe aquela conversa antes de dormir? A carona que rende um conselho. A preparação do fogo pro churrasco e o papo sobre o jogo.

Uma dica de série de filho pra pai também tem o seu valor. E é justamente aí que esse ano entrou pra história. A pandemia forçou a convivência de quem mora junto. Tem pai que nunca almoçava em casa e agora consegue. Antes cada um tinha seus horários, e nem sempre as agendas permitiam tantos momentos em família. De março pra cá, quantos fogões já testemunharam pais e filhos cozinhando juntos? Quantos sofás já convidaram o paizão e a filhinha a assistirem a um programa na TV? 

Leia outras colunas da Maga

Reuniões

Eu acho fofo quando os filhos dos colegas de trabalho invadem alguma reunião (e aparecem na tela do computador) pra mostrar um desenho ou avisar que estão com fome. Também acontece o contrário: colegas que fazem seus bebês abanarem durante a reunião. A economia nacional não vai quebrar por causa disso. Uma pausinha pra exercer a paternidade é o novo normal. E a tecnologia pode aproximar pais e filhos. Seja na tarefa online da escola, ajudar a mexer no celular ou baixar um vídeo.

E quem não mora mais com seu pai? Dá um jeito de se fazer presente com ligações, áudios, mensagens e (oba!) visitas. E quem não tem mais o pai vivo? Faz como eu: lembra de momentos gostosos do passado, faz força pra não esquecer os pequenos detalhes, a voz, os apelidos e brincadeiras entre vocês. Ainda bem que o mundo evoluiu e hoje os pais participam muito mais da criação dos filhos. Que todo domingo seja Dia dos Pais. E a segunda, terça, quarta, quinta, sexta e sábado.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros