Os cruzamentos que registraram mais acidentes em Porto Alegre neste ano - Notícias

Versão mobile

 
 

Ligações perigosas13/08/2020 | 09h11Atualizada em 13/08/2020 | 09h11

Os cruzamentos que registraram mais acidentes em Porto Alegre neste ano

Entre os 13 locais com mais ocorrências, quatro estão na Avenida Ipiranga

Os cruzamentos que registraram mais acidentes em Porto Alegre neste ano Jefferson Botega/Agencia RBS
Cruzamento entre as ruas Dona Margarida e Edu Chaves lidera o ranking, com 14 acidentes registrados em 2020 Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

O acidente ocorrido na última segunda-feira (10), quando uma Chevrolet Montana colidiu com um ônibus no cruzamento entre as ruas Silva Jardim e Tito Lívio Zambechari, no qual morreu o passageiro do carro, não é caso isolado em Porto Alegre. 

Entre janeiro e julho deste ano, segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), foram registradas 114 colisões em apenas 13 cruzamentos da Capital.

A lista é liderada pelo encontro entre as ruas Dona Margarida e Edu Chaves, onde foram contabilizadas 14 ocorrências no período. Logo após, empatados na segunda posição, com 11 acidentes, estão os cruzamentos das avenidas Assis Brasil e Bernardino Silveira de Amorim e da Avenida Ipiranga com a Rua Dr. Salvador França (veja abaixo o ranking completo).

Quando o assunto é a gravidade das ocorrências, entretanto, a listagem muda. O cruzamento que contabilizou acidentes mais severos no período, segundo a EPTC, foi o da Avenida Ipiranga com a Rua Dr. Salvador França. Aliás, é a Avenida Ipiranga a mais citada neste ranking, aparecendo quatro vezes dentre os 13 cruzamentos com mais acidentes.

Segundo Marcelo Hansen, diretor técnico da EPTC, vias com maior circulação de veículos — como a Ipiranga — tendem a apresentar mais ocorrências. Também influenciam fatores como falta de manutenção do veículo, geometria desfavorável da via (como uma curva muito fechada, sem visibilidade adequada) e questões comportamentais do condutor, como a distração.

De acordo com Hansen, é importante frisar que os cruzamentos que lideram o ranking de acidentes têm semáforo, ou seja, há sinalização — que nem sempre é respeitada:

— Temos observado que na pandemia o pessoal tem desrespeitado muito a sinalização. Em sua grande maioria, os acidentes foram ocasionados por alguma distração do condutor, que talvez estivesse no celular, ou quis ganhar tempo avançando no sinal, o que coloca a própria vida e a dos outros em risco — adverte.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12/08/2020- -Cruzamentos mais perigosos de Porto Alegre. Pedimos para a EPTC dados sobre os cruzamentos com mais acidentes em Porto Alegre neste ano. Avenida Ipiranga com Rua Dr. Salvador França é o que teve mais acidentes graves, e Rua Dona Margarida com Rua Edu Chaves é o que teve maior número de acidentes no total. Na foto-  Cruzamento Avenida Ipiranga com Rua Dr. Salvador França.  Foto: Jefferson Botega / Agencia RBSIndexador: Jefferson Botega<!-- NICAID(14566387) -->
Cruzamento entre a Avenida Ipiranga e a Rua Dr. Salvador França foi o que registrou acidentes mais gravesFoto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Ao contrário da colisão do início da semana, nenhuma das 114 ocorrências resultou em morte. De acordo com a EPTC, 228 veículos se envolveram nesses acidentes – entre eles, 175 automóveis, 22 motocicletas, 20 caminhões, nove ônibus e lotação e duas bicicletas.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros