Magali Moraes: o dia da nossa independência - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga07/09/2020 | 09h00Atualizada em 07/09/2020 | 09h00

Magali Moraes: o dia da nossa independência

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: o dia da nossa independência Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Se até o Brasil declarou sua independência de Portugal, por que a gente não consegue declarar a nossa e se ver livre do serviço da casa? É uma luta que vencemos um dia, mas continua no próximo. Não respeita nem feriado. Garanto que hoje você vai lavar e limpar alguma coisa. Ou muitas. Nosso campo de batalha é qualquer canto do apartamento. Mais pátio, calçada e garagem pra quem mora em casa. Os aliados? Esponja, vassoura, um exército de panos e produtos de limpeza.

As tarefas desfilam na nossa frente: cama pra esticar, poeira pra tirar, gaveta pra arrumar, toalha pra pendurar, chão pra varrer, tapete pra aspirar, lençol pra trocar, roupa pra lavar, meia pra pendurar, camisa pra dobrar, calça pra passar, batata pra fritar. Vontade de imitar Dom Pedro e gritar "Independência ou morte" na frente do fogão. Brava gente brasileira! Bota a galinha no forno. Entre mortos e feridos, sobra a forma impossível de limpar. Ou ficar a louça livre ou morrer por um escovão.

Leia outras colunas da Maga

Teto 

O serviço da casa é ingrato, infinito, cansativo e desvalorizado. Quem divide o mesmo teto precisa dividir igualmente as tarefas. Ajudar não é fazer um favor, é fazer a obrigação. E quando a gente para pra tomar banho e descansar, lá vem o box pedindo uma geral. Vai na janela espiar a vista? Opa! Se limpar o vidro, a paisagem fica melhor ainda. Cadê o pano? Tá procurando os chinelos embaixo da cama? Vai achar aqueles rolinhos de pó que debocham da nossa cara.

A artista Ida Feldman já deu a morta: "Enquanto você estiver vivo, vai ter louça." Essa frase é tão verdadeira quanto os copos sujos dentro da pia. Ganhou fama, virou quadro e tenho um pendurado na cozinha. Sabe outra frase dela que adoro? "Viver gasta". Que a gente não gaste tanto tempo com o serviço da casa. E viva melhor gastando horas com aquilo que nos faz feliz. Só amanhã bota esse jornal na gaiola do passarinho, tá? Deixa assim hoje. Bora curtir uma folguinha. Um ótimo feriado!


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros