Magali Moraes: a toalha molhada e outros dramas - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga09/10/2020 | 09h00Atualizada em 09/10/2020 | 09h00

Magali Moraes: a toalha molhada e outros dramas

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: a toalha molhada e outros dramas Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Vida de casal não é só cena de comédia romântica. Às vezes, a rotina cria um triângulo amoroso e não quer largar do pé. Quanto mais tempo a dupla convive, mais as picuinhas do dia a dia tendem a incomodar. Se é que posso dar um conselho, aqui vai: não leva tudo tão a sério. Aprende a achar graça nos perrengues. Um dia é você quem alcança a toalha pra essa pessoa avoada que nunca lembra de pegar. Amanhã pode ser você quem entrou no banho sem antes conferir se a toalha estava ali.

Falando nisso, como é irritante encontrar toalha molhada em cima da cama! Mas até a criatura mais certinha do planeta tem seus dias de atrapalhação. Vai julgar, xingar, puxar briga? Apenas lembre o cidadão ou cidadã de levar sua estimada toalha pro varal (se você pendurar, nunca mais). Quer ver outra treta que acontece? Um se secar com a toalha do outro sem se dar conta. O amor é lindo, não precisa ser encharcado. Foi distração mesmo? Ou vingancinha? O inconsciente apronta cada uma.

Leia outras colunas da Maga 

Intimidade

E o que dizer do troca-troca das escovas de dente? É muita intimidade. Ao contrário de um beijo roubado, não é nada legal roubar a escova do mozão. Especialmente depois do churrasco. A desculpa de sempre é confundir a cor. "Ué, minha escova não era a azul?". O erro geralmente é percebido quando os molares e caninos já estão brilhando. E na sua boca, resta uma escova que não é a sua. Não contar conta como traição? Depende da maturidade (ou nojinhos) do relacionamento. 

Contando ou não, melhor devolver a escova bem seca. Já que estamos na era do álcool 70%, dá uma borrifadinha básica. Bom, eu tenho uma força do capeta pra escovar os dentes. Sou uma destruidora de gengivas. Se a escova do Ricardo amanhecer em frangalhos, fui eu. Não adianta negar. Pra quem hoje vai sextar com gostinho de feriadão, deixa tudo isso de lado. Nem perde tempo com toalhas e escovas molhadas. Aproveita pra namorar! O amor combina com tolerâncias e gentilezas. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros