Manoel Soares escreve sobre as semelhanças entre Thor e Xangô - Notícias

Versão mobile

 
 

Papo Reto 03/10/2020 | 05h00Atualizada em 03/10/2020 | 05h00

Manoel Soares escreve sobre as semelhanças entre Thor e Xangô

Colunista escreve no Diário Gaúcho aos sábados

Manoel Soares escreve sobre as semelhanças entre Thor e Xangô Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

O desrespeito à fé alheia é algo tão velho como a humanidade. Pessoas morreram na história humana por conta de suas crenças. Por mais que hoje não se queimem mulheres em fogueiras em praça pública, ainda é comum condenar e agredir pessoas a partir de sua crença. Conheço muitos evangélicos que reclamam que são ridicularizados por andar com a Bíblia embaixo do braço. Fora serem costumeiramente chamados de desonestos ou trouxas. A incompreensão do papel do dízimo é um ponto de constante conflito, ter amizade com Cristo, às vezes, é romper com amigos e familiares. 

Por outro lado, muitos africanistas e praticantes de religiões de matriz africana sofrem com apedrejamentos e incêndios aos seus terreiros e espaços sagrados. Tratados como adeptos de uma religião do demônio, muitos escondem sua fé por medo de sofrerem agressões ou de serem prejudicados nos espaços que ocupam. 

Leia mais colunas de Manoel Soares

Em muitos casos, as mesmas pessoas dizem que Xangô é uma criação do diabo usam camisetas com o deus Thor da mitologia grega. Ambos usam seu machado e martelo pra fazer justiça, mas um é tema de filme de super-heróis e o outro é motivo de severas críticas. São muito parecidos, a única diferença é a cor da pele de cada um. Porque será que Thor é mais aceito que Xangô? Seja o sangue sagrado de Jesus ou a bênção do Orixá, o que difere é o corpo em que a fé habita. Fé que faz mal não é fé, mas o pior dos pecados.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros