Manoel Soares: "Existem papos machistas que deveriam nos dar vergonha de falar" - Notícias

Versão mobile

 
 

Papo Reto17/10/2020 | 05h00Atualizada em 17/10/2020 | 05h00

Manoel Soares: "Existem papos machistas que deveriam nos dar vergonha de falar"

Colunista escreve para o Diário Gaúcho aos sábados

Manoel Soares: "Existem papos machistas que deveriam nos dar vergonha de falar" Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

O velho ditado: "Prenda suas cabritas, que meu bode está solto." Hoje, não cabe mais na realidade de quem quer ser minimamente conectado com o mundo em que vive. Existem papos machistas que deveriam nos dar vergonha de falar. Colocar em prática, então, nem podemos cogitar. 

Essa parada de ser o "pegador" que "passa o rodo" geral deve ser um ponto de observação para nós, homens. Sempre nos foi ensinado que ser um predador sexual era o atestado de masculinidade que a sociedade precisava. Em muitos casos, seguindo essa meta, fomos inconvenientes, mal-educados, insensíveis e, em muitos casos, assediadores. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Ser um predador sexual exige que sejamos, quase sempre, mentirosos e canalhas, só para levar moças para a cama. Brincamos com sonhos preciosos, e isso é uma forma de covardia afetiva que precisa parar. Sei que ser o cara que coleciona histórias sexuais na roda de meninos é digno de admiração, mas podem ter certeza que isso também será sinal de vergonha um dia em sua vida. 

Atitudes 

Uma coisa são as mulheres que entendem que é uma noite e já era, mas outra é conduzir a pessoa a acreditar que somos algo mais sério, quando sabemos bem qual é a nossa caminhada. Temos que ensinar nossos filhos a não reproduzirem essas atitudes covardes. A covardia do homem não é um problema das mulheres, mas de nós, homens. Prendam seus bodes, porque as cabritas não são mais trouxas.

Leia outras colunas de Manoel Soares

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros