Jardim Botânico de Porto Alegre reabre para visitação na próxima terça-feira com novas regras - Notícias

Versão mobile

 
 

Fechado há oito meses27/11/2020 | 09h49Atualizada em 27/11/2020 | 09h49

Jardim Botânico de Porto Alegre reabre para visitação na próxima terça-feira com novas regras

Número de visitantes será limitado conforme a bandeira do distanciamento controlado vigente na Capital

Jardim Botânico de Porto Alegre reabre para visitação na próxima terça-feira com novas regras Jefferson Botega/Agencia RBS
Trabalhos de limpeza e jardinagem continuaram ocorrendo durante a pandemia Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Após ficar oito meses fechado devido à pandemia, o Jardim Botânico, um dos pontos turísticos de Porto Alegre, voltará a receber visitantes a partir da próxima terça-feira (1º). Além dele, o Parque Zoológico de Sapucaia do Sul reabriu nesta quinta-feira (26) — ambos administrados pelo governo do Estado. Uma série de alterações para atender às recomendações das autoridades sanitárias e manter a proteção do público e dos servidores contra o coronavírus foram tomadas.

— Estamos trabalhando nos regramentos, limitando o número de visitantes com base nas bandeiras do distanciamento controlado do governo do Estado. Todas as medidas de contenção da covid-19 irão ocorrer no pórtico de entrada do Jardim Botânico — informou o chefe da Divisão de Pesquisa e Manutenção de Coleções Científicas do Jardim Botânico e do Museu de Ciências Naturais, Daniel Brambilla.

De acordo com o planejamento do parque, na bandeira amarela será permitido o acesso de 700 pessoas por dia. Na laranja, será liberado para 500 pessoas. Por fim, na vermelha, 250 pessoas por dia. Por estarem em uma área edificada, o Museu de Ciências Naturais e o serpentário estarão fechados para visitação. A venda de mudas acontecerá normalmente.

Brambilla afirma que a possibilidade de focar mais na manutenção do parque neste período também deu mais liberdade para algumas operações, como a ampliação da produção de mudas de plantas que são mais procuradas pelos visitantes.

— Conseguimos tocar a parte da pesquisa de uma maneira mais forte neste período da pandemia. Com isso, alguns experimentos foram instalados no parque, com áreas restritas à circulação dos visitantes. Assim, conseguimos fazer um estudo mais aprofundado da vegetação, por exemplo — complementou. 

Mesmo com os servidores atuando em regimes de escalas, o local permaneceu recebendo melhorias, reforçando trabalhos de poda e jardinagem. 

— As plantas não pararam de crescer em nenhum momento. Nosso objetivo de preservar a flora nativa do Estado só se valorizou, pois nossas expedições de campo, de criação e manejo tiveram um foco mais direcionado. Com os visitantes acaba existindo algumas restrições nesse trabalho — comentou. 

Fundado em 1958, o Jardim Botânico completou 62 anos em 10 de setembro. Trilhas, animais, árvores nativas e coleções de plantas estão entre as atrações do local, que conta com uma área de 36 hectares. Antes da pandemia, o período que compreende o aniversário do parque tradicionalmente recebia eventos comemorativos, como ações de jardinagem com entrada via pagamento solidário.

Entrada limitada

  • Bandeira amarela – 700 pessoas por dia
  • Bandeira laranja – 500 pessoas por dia
  • Bandeira vermelha – 250 pessoas por dia

O Jardim Botânico é aberto à visitação de terça a domingo, das 8h às 17h. A aquisição de ingressos é feita na bilheteria localizada no pórtico de entrada, variando de R$ 3 a R$ 6. Carros pagam R$ 11 e motocicletas, a metade do preço.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros