RS é o nono Estado com mais pessoas em atraso com a segunda dose das vacinas contra a covid-19 - Notícias

Versão mobile

 
 

 Pandemia13/04/2021 | 21h30Atualizada em 13/04/2021 | 21h30

RS é o nono Estado com mais pessoas em atraso com a segunda dose das vacinas contra a covid-19

Total de habitantes que deixaram de tomar a aplicação de reforço em território gaúcho é de 123.514

RS é o nono Estado com mais pessoas em atraso com a segunda dose das vacinas contra a covid-19 Jefferson Botega/Agencia RBS
A orientação é para que as pessoas, mesmo em atraso, compareçam nos pontos de vacinação para receber o reforço do imunizante. Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

No Rio Grande do Sul, 123.514 pessoas estão com a segunda dose da vacina contra a covid-19 em atraso. São 123.497 que receberam a CoronaVac e 17 que tomaram a vacina de Oxford/AstraZeneca. O número representa 7,17% dos 1.720.758 habitantes do Estado que receberam a primeira dose de uma das vacinas.

Em números proporcionais aos vacinados com a primeira dose, o Rio Grande do Sul é o nono Estado em relação às pessoas que não apareceram para receber a segunda aplicação. Os três primeiros são Roraima (16,07%), Amazonas (14,17%) e Amapá (9,83%). Já os três com menor percentual de pessoas atrasadas com a segunda dose são Alagoas (2,03%), Rio Grande do Norte (3,82%) e Minas Gerais (3,84%).

O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (13), e indica que 1.514.627 pessoas não apareceram no prazo correto para receber a segunda dose de uma das duas vacinas aplicadas no Brasil contra o coronavírus. O número equivale a 7,14% dos 21.203.805 vacinados com a primeira dose no país. São 1.514.340 que receberam a CoronaVac e 287, a vacina de Oxford/AstraZeneca.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

GZH cruzou dados do Ministério da Saúde de pessoas em atraso com o balanço divulgado na segunda-feira (12) pelo Consórcio de Veículos da Imprensa sobre a vacinação em cada Estado.

A diretora do Departamento de Atenção Primária e Políticas de Saúde da Secretaria Estadual da Saúde (SES), Ana Costa, explica que podem ser vários os motivos para que as pessoas não tenham o registro de recebimento da segunda dose e, por isso, apareçam como supostamente atrasadas. Um deles é o tempo entre a aplicação e a comunicação nos sistemas municipais, estaduais e federal. Outro seria o óbito de alguns dos vacinados com a primeira dose.

Ana lembra ainda que há casos de pessoas que ficam doentes entre uma dose e outra, inclusive pela covid-19. Por isso, precisam esperar um prazo maior para receber a última dose.

— Diante disso, o Estado decidiu enviar as informações para que esse filtro seja feito em cada localidade — destaca Ana.

Ela ressalta que, mesmo em atraso, a segunda dose precisa ser aplicada.

— A pessoa que atrasou porque esqueceu, porque não olhou a data na carteira, porque não teve quem levasse, seja por qual motivo for, não deve deixar de cumprir o esquema vacinal. É preciso tomar a segunda dose — reforça a diretora.

Leia também
Veja quais são as 22 comorbidades que dão prioridade para a vacina contra o coronavírus e como comprová-las
Saiba como será a vacinação contra a covid nesta quarta-feira em Porto Alegre
Pela primeira vez em 42 dias, UTIs da Capital têm menos de 100% de ocupação geral

GZH aguarda resposta da Secretaria Estadual da Saúde (SES) para saber o detalhamento do atraso em cada público-alvo.

Em Porto Alegre,  19.334 pessoas já deveriam ter recebido o reforço. Desse total, 10.352 são profissionais de saúde, 8.212 são idosos, 688 são pessoas internadas em instituições e 82, indígenas.

Para Ana Costa, no caso dos profissionais de saúde, não deve ser atraso, e sim algum motivo justificável.

— Acho que a maior probabilidade é a falta do registro ou o atraso por contaminação no período. Profissionais (de saúde) estão mais sujeitos à covid — pondera Ana.

Ranking dos estados e DF por atraso na segunda dose:

Roraima

1a dose – 53.226 – 8,43% da população vacinada

Em atraso – 8.555 – 16,07%

Amazonas

1a dose – 493.251 – 11,72% da população vacinada

Em atraso – 69.932 – 14,17%

Amapá

1a dose – 58.396 – 6,78% da população vacinada

Em atraso - 5.741 – 9,83%

Rio de Janeiro

1a dose – 1.630.472 – 9,39% da população vacinada

Em atraso – 143.015 – 8,77%

Acre

1a dose – 73.896 – 8,26% da população vacinada

Em atraso – 6.191 – 8,37%

Paraíba

1a dose – 510.657 – 12,64% da população vacinada

Em atraso – 40.266 – 7,88%

Bahia

1a dose – 1.945.097 – 13,03% da população vacinada

Em atraso 148.877 – 7,65%

Goiás

1a dose – 624.636 – 8,78% da população vacinada

Em atraso – 45.996 – 7,36%

Rio Grande do Sul

1a dose – 1.720.758 – 15,06% da população vacinada

Em atraso – 123.514 – 7,17%

Rondônia

1a dose – 136.496 – 7,60% da população vacinada

Em atraso – 9.743 – 7,13%

Distrito Federal

1a dose – 329.639 – 10,79% da população vacinada

Em atraso – 23.488 – 7,12%

Pará

1a dose – 867.655 – 9,98% da população vacinada

Em atraso – 57.163 – 6,58%

Mato Grosso

1a dose – 262.033 – 7,43% da população vacinada

Em atraso – 17.054 – 6,50%

Pernambuco

1a dose – 1.086.058 – 11,29% da população vacinada

Em atraso – 68.747 – 6,32%

Sergipe

1a dose – 243.713 – 10,51% da população vacinada

Em atraso – 15.423 – 6,32%

Mato Grosso do Sul

1a dose – 397.442 – 14,15% da população vacinada

Em atraso – 24.789 – 6,23%

São Paulo

1a dose – 5.586.790 – 12,07% da população vacinada

Em atraso – 343.925 – 6,15%

Piauí

1a dose – 332.688 – 10,14% da população vacinada

Em atraso – 20.158 – 6,05%

Santa Catarina

1a dose – 819.328 – 11,30% da população vacinada

Em atraso – 44.184 – 5,39%

Paraná

1a dose – 1.305.029 – 11.33% da população vacinada

Em atraso – 71.857 – 5,50%

Ceará

1a dose – 1.065.557 – 11,60% da população vacinada

Em atraso – 54.220 – 5,08%

Espirito Santo

1a dose – 505.276 – 12,43% da população vacinada

Em atraso – 25.392 – 5,02%

Maranhão

1a dose – 581.289 – 8,17% da população vacinada

Em atraso – 28.685 – 4,93%

Tocantins

1a dose – 134.869 – 8,48% da população vacinada

Em atraso – 6.033 – 4,47%

Minas Gerais

1a dose – 2.319.286 – 10,89% da população vacinada

Em atraso – 89.122 – 3,84%

Rio Grande do Norte

1a dose – 390.154 – 11,04% da população vacinada

Em atraso – 14.932 – 3,82%

Alagoas

1a dose – 374.101 – 11,16% da população vacinada

Em atraso – 7.625 – 2,03%

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros