Após jovem morrer em acidente, família cria campanha solidária e projeto para aumentar segurança em rodovias - Notícias

Versão mobile

 
 

Caiu de viaduto28/05/2021 | 12h56

Após jovem morrer em acidente, família cria campanha solidária e projeto para aumentar segurança em rodovias

Micro-ônibus recolhe doações em Gravataí nesta sexta-feira, dia em que Brenda Oliveira da Silva completaria 19 anos

No dia 20 de dezembro de 2020, um domingo, Brenda Oliveira da Silva pediu ao pai que a acompanhasse em um passeio até a orla do Guaíba, em Porto Alegre. Queria ver o pôr-do-sol, mas não chegou ao Centro Histórico: da garupa da moto do namorado, caiu sob o acesso da Rodovia do Parque (BR-448) para a freeway (BR-290). A motocicleta ficou sem controle após sofrer uma ultrapassagem forçada, segundo relato da família. Brenda despencou 15 metros e não resistiu aos ferimentos.

– Foi um dia em que estávamos plenos. Uma felicidade imensa, o sol ao fundo, ela sorrindo pela viseira do capacete. Quando vi, a moto bateu na mureta. Desci para socorre-la, mas estava muito machucada. Disse que me amava e amava toda a família - relembra o pai, o empresário Delcio Bernar da Silva, 42 anos.

Nesta sexta-feira (28), a estudante que sonhava ser pediatra completaria 19 anos. Como homenagem, os familiares decidiram revestir um micro-ônibus com fotografias e cartazes que estampam o seu sorriso. Pelas ruas de Gravataí, o veículo enfeitado vai recolher doações de alimentos, roupas e brinquedos com o intuito de ajudar a população carente da cidade - em especial, as crianças da Vila Vera Cruz. A campanha foi batizada de “Presentes para Brenda”.

Leia mais
Passageira de moto que morreu ao cair de viaduto, Brenda cuidava da família e sonhava em ser pediatra 
Passageira de moto cai de viaduto na Rodovia do Parque, em Porto Alegre

Vestindo camiseta branca com o rosto da filha estampado, Lisa Maria de Oliveira, 43 anos, pouco conseguia falar. Era tomada pela emoção ao relembrar que Brenda foi sua cuidadora um mês antes de morrer. Motorista de aplicativos, a mãe foi esfaqueada cinco vezes no pescoço, em um assalto no município de Alvorada, na Região Metropolitana. A jovem acordava de madrugada para dar os remédios, e também ajudava a tomar conta do irmão Matheus, de três anos - o menino também vestia a roupa com a foto dela nesta sexta.

– Ela era assim, só amor. Não tem outra palavra pra definir a minha filha - diz a mãe. 

No para-brisa do veículo, foi pendurada uma imagem em preto e branco e escritos cor-de-rosa: “Doe alimentos”, o nome da jovem e a frase “Por você...”. O contato do pai também é colocado à disposição para quem quiser participar das arrecadações: (51) 9-8481-1545.

Durante a semana, a iniciativa foi divulgada nas redes sociais de familiares e amigos. Quatro pontos de coleta foram montados, em frente à prefeitura de Gravataí, no Colégio Dom Feliciano, onde ela estudava, na sede do Sindilojas e na empresa Marcelo Fotos, parceiro na campanha e autor das filmagens dos 15 anos da garota. Escoltado pelos bombeiros, o veículo passa nesses pontos.

Em uma caixa de som, a trilha sonora da carreata emociona novamente toda a família, sem exceção. As músicas escolhidas são as mesmas que tocaram no aniversário de um aninho de Brenda.

– Eu fui o primeiro a ver ela nascer e estive junto nos últimos momentos. Tudo isso é por ela - afirma Delcio. 

Projeto para aumentar a segurança e corrida em homenagem a Brenda

O final do ano passado e os primeiros meses de 2021 levaram o pai da jovem a uma profunda depressão. Desde abril, no entanto, ele foi incentivado pelos parentes a sair de casa, e tentar superar a dor, que nunca será completamente esquecida.

Ao lado do avô de Brenda, Delcio passou a fazer caminhadas. Aumentou o ritmo a ponto de ser inscrito, pela irmã que mora na Inglaterra, em uma corrida em Londres. A “Vitality London” terá um trajeto de 10 quilômetros, realizado nesse sábado (29). Como não pôde viajar, o empresário irá correr a mesma distância na freeway, até o ponto em que a filha perdeu a vida.

– Contatamos a PRF e a CCR, que administra a rodovia, para acompanharem. Era só eu, mas muita gente quer participar - explica o pai.

Flores serão deixadas próximo ao km 95, local do acidente. 

Durante o último semestre, uma investigação foi aberta pela Polícia Civil para apontar a causa da queda. Os pais garantem confiar no namorado de Brenda e acreditam ter sido forçado por outro automóvel - no momento em que o veículo teria sido fechado por um carro, Delcio pilotava poucos metros à frente, e teve apenas a visão da moto já tocando a mureta.

Uma convicção é carregada pela família: casos futuros podem ser evitados com mais proteções nos viadutos. Para isso, a cooperativa Cootracar iniciou o desenvolvimento de barreiras produzidas a partir de plástico reciclado. A ideia, segundo o gestor da empresa, Fernando Silva, 47 anos, é afixar uma espécie de grade nas contenções de concreto.

– A Brenda se envolvia nas nossas ações, e ajudava as famílias dos recicladores. Já fazemos trabalhos sociais com crianças, e a partir dessa mobilização toda, queremos ajudar a evitar que mais gente passe pelo mesmo drama - complementa o administrador. 

Ao todo, 60 famílias são sustentadas pelo  trabalho na reciclagem. 

O produto de proteção ainda está em desenvolvimento e precisará passar por consultas com os órgãos reguladores de trânsito. Sugestões, doações de plásticos ou outros recicláveis podem ser feitos a partir do contato com a cooperativa, no WhatsApp (51) 9-8011-4252.

Outra a entrevista dos pais de Brenda ao programa Gaúcha Hoje, da Rádio Gaúcha


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros