"Faltou compaixão e humanidade a quem deveria liderar a nação", escreve Leite sobre as 500 mil mortes no Brasil - Notícias

Versão mobile

 
 

Pandemia20/06/2021 | 12h21Atualizada em 20/06/2021 | 12h22

"Faltou compaixão e humanidade a quem deveria liderar a nação", escreve Leite sobre as 500 mil mortes no Brasil

Governador do RS se manifestou no Twitter sobre as vidas perdidas em decorrência da doença no país 

"Faltou compaixão e humanidade a quem deveria liderar a nação", escreve Leite sobre as 500 mil mortes no Brasil Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini/Divulgação/Palácio Piratini/Divulgação
Pelo Twitter, governador lamentou que o Brasil continue a sofrer com a covid-19 Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini/Divulgação / Palácio Piratini/Divulgação
GZH
GZH

Neste sábado (19), dia em que o país superou a marca da 500 mil vidas perdidas em decorrência da covid-19, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, foi às redes sociais para lamentar o número e criticar gestão do Brasil no enfrentamento à doença

Em uma série de textos na sua conta no Twitter, Leite lamentou que o Brasil continue a sofrer com a doença, enquanto países que se empenharam na compra de vacinas já estão retornando ao normal. Disse ainda que faltou empatia e humanidade a quem "deveria liderar a nação" na pandemia.

Confira a manifestação do governador:

"A marca de 500 mil mortes por covid-19 é, além de triste, revoltante. Não podemos normalizar essa quantidade de vítimas por uma doença para a qual já existem vacina e protocolos seguros, como o distanciamento social. Enquanto países que seguiram a ciência e se empenharam na compra de vacinas estão retornando ao normal, os brasileiros seguem sofrendo com a doença. Preferiram depositar em enfrentamentos entre nós mesmos a energia que deveria estar direcionada ao enfrentamento à doença. Faltou compaixão, empatia e humanidade a quem deveria liderar a nação em meio a esta pandemia. A todos que perderam amigos e entes queridos, o meu abraço e o meu compromisso de seguir lutando para salvar vidas."


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros