Manoel Soares fala sobre Lázaro - Notícias

Versão mobile

 
 

Papo Reto26/06/2021 | 05h00Atualizada em 26/06/2021 | 05h00

Manoel Soares fala sobre Lázaro

Colunista escreve aos sábados no Diário Gaúcho

Manoel Soares fala sobre Lázaro Manoel Soares/Arquivo Pessoal
Foto: Manoel Soares / Arquivo Pessoal

Essa semana estávamos fazendo estudos e pesquisa para o programa É de Casa e decidimos tentar entender por que o bandido Lázaro, que está aterrorizando Goiás, é tão difícil de capturar. Uma das conclusões que os especialistas nos apontaram é que ele tinha uma predisposição a sobreviver em ambientes sub-humanos. Essa experiência vem do passado dele, as condições insalubres das cadeias pelas quais ele passou deram a ele uma resistência maior. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Essa resistência, aliada à monstruosidade de quem não tem nenhum respeito pela vida, cria um ser extremamente perigoso. Não acho que esse homem seja digno de nenhum tipo de pena, precisa ser capturado e de preferência vivo, pois quem desrespeita a vida está abrindo precedente para que a sua vida seja desrespeitada. Esse caso nos alerta para os possíveis monstros que nascem ou se libertam por conta das circunstâncias de nossa estrutura social. 

Não acho que Lázaro seja uma vítima da sociedade, mas é um fruto dela. Não podemos contar com o espírito pacífico das pessoas, todos temos potenciais para ser Hitler ou Gandhi, as circunstâncias que vivemos e que nos propomos a viver é que vão dar oxigênio para um deles. E não adianta vir com história triste, pois até na cadeia Lázaro hoje morreria. Se de um lado entendemos que ele não pode viver em sociedade, por outro lado ele não cabe em nenhuma estrutura social.

Leia outras colunas de Manoel Soares

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros