Pouca máscara e muita gente: tempo bom atrai centenas de pessoas à orla do Guaíba, em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Fim de tarde04/06/2021 | 09h45Atualizada em 04/06/2021 | 09h47

Pouca máscara e muita gente: tempo bom atrai centenas de pessoas à orla do Guaíba, em Porto Alegre

Distanciamento social também não foi observado na área turística do Centro Histórico

O bonito final da tarde desta quinta-feira (3), feriado de Corpus Christi, levou muitos porto-alegrenses e turistas a desfrutarem a orla do Guaíba, próximo à Usina do Gasômetro, em Porto Alegre. Por volta das 17h, caminhar pela calçada da Avenida Edvaldo Pereira Paiva ou até mesmo circular pela área de lazer era difícil diante do grande número de visitantes. 

Nas escadarias, usadas como arquibancadas para acompanhar o pôr do sol, pessoas sentadas em grupos portavam chimarrão, caixas de som e bebidas. O uso de máscara era raridade, inclusive pelas pessoas que realizavam exercícios ou se deslocavam. O distanciamento social, pregado por autoridades de saúde, não foi praticado por todos.

A psicóloga Kathy Guimarães, 53 anos, vive no Rio de Janeiro, mas está visitando Porto Alegre. Ela utilizava máscara e lamentou ver tantas pessoas sem vestir a proteção facial.

— Sou turista e imaginava que eu fosse encontrar aqui mais gente de máscara. Assusta um pouquinho. O passeio é bacana, a tarde está linda, mas deveria ter mais gente de máscara —disse ela.

O estudante Gustavo Seixas, 20 anos, caminhava com um amigo pela Edvaldo Pereira Paiva, na área fechada para lazer. Ele também utilizava máscara e contou que saiu para espairecer.

— A pandemia afeta muito a questão de saúde mental. É bom sair para espairecer. Como a orla é um espaço público, as pessoas saíram. Mas não estão respeitando. Tem muita gente sem máscara — destacou. 

Segundo a Guarda Municipal, que estava com quatro guarnições na Orla neta tarde, a orientação é agir para minimizar riscos e garantir a segurança das pessoas, sem gerar conflitos. Em razão do grande movimento, não são realizadas medidas de dispersão, que poderiam provocar correria. A recomendação é que as pessoas evitem ir aos parques.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros