Operação integrada aprova qualidade dos combustíveis em 15 postos de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Confiabilidade das bombas08/07/2021 | 22h51Atualizada em 08/07/2021 | 22h51

Operação integrada aprova qualidade dos combustíveis em 15 postos de Porto Alegre

Segundo o Procon, os estabelecimentos passaram no teste; quatro foram notificados por falta de transparência de preço e selo vencido no galão

Operação integrada aprova qualidade dos combustíveis em 15 postos de Porto Alegre Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Equipes do Procon fiscalizam qualidade dos combustíveis e confiabilidade das bombas de postos na Capital Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS

A Operação Petróleo Real, realizada ao longo desta quinta-feira (8), verificou a qualidade dos combustíveis e a confiabilidade das bombas de 15 postos em Porto Alegre. Todos os estabelecimentos visitados passaram no teste, segundo o Procon.

Quatro deles, no entanto, foram notificados. Dois estavam em desacordo com um decreto federal, publicado em fevereiro, que visa a transparência das precificações nas promoções. A norma também determina que os impostos e demais fatores que influenciam no preço dos combustíveis sejam discriminados em placas fixadas nos postos. Outros dois estavam com o selo do Inmetro vencido no galão de 20 litros para a aferição da quantidade.

Nos estabelecimentos, as equipes fizeram testes para verificar a quantidade de álcool na gasolina e se a quantidade de combustível que sai das bombas condiz com o indicado no visor, além de observar a regularidade das placas dos locais.

Leia mais
Motoristas podem economizar até R$ 0,60 com o uso de aplicativos ao abastecer
Com gás mais caro, veja dicas para economizar na cozinha e no aquecimento do chuveiro

Conforme o Procon, a ação ocorre de forma rotineira e irá se estender por todos os postos da Capital. De acordo com o diretor do Procon de Porto Alegre, Wambert Di Lorenzo, que acompanhou a ação, a diferença é que, nesta quinta, além de verificar a qualidades dos combustíveis, as equipes passaram a fiscalizar também a eficácia do decreto:

— O que gerou esse decreto, inclusive, foi o fato de que muitos consumidores reclamavam que, ao entrar, em programas de fidelidades dos postos, não tinham clareza sobre o preço que pagavam. Sabemos que o combustível está caríssimo, e o consumidor tem que ter a segurança de que está recebendo aquilo que está pagando.

A ação começou às 9h, na Travessa do Carmo, no bairro Cidade Baixa, de onde as equipes saíram. Três grupos foram separadas e cada um verificou cinco postos. De acordo com o Procon da Capital, as equipes da entidade da cidade estão entre as únicas no país com treinamento para fiscalizar postos de combustíveis.

— É importante ressaltar que esse teste que estamos fazendo nos postos pode ser solicitado por qualquer consumidor. O posto tem obrigação de ter uma pessoa responsável por fazer esse serviço, caso o cliente solicite — explica a coordenadora de Fiscalização do Procon, Simone Peres Siqueira.

PORTO ALEGRE,RS,BRASIL.2021,07,08.Procon e Policía Civil, fazem fiscalizações em postos de combustiveis.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).<!-- NICAID(14829001) -->
Proveta é utilizada para verificar a quantidade de álcool na gasolinaFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Gerente do Posto Universitário, da BR Distrbuidora, na Avenida Ipiranga, Fabrício Vulff afirma que as ações são válidas para trazer mais segurança ao consumidor:

— Existe muita desconfiança em relação ao combustível, as pessoas ficam desconfiadas, têm receio de estarem sendo passadas para trás. Então quanto mais informação sobre o produto que estão comprando e sobre a qualidade dele, melhor. A gente precisa prezar pela qualidade, não só pelas normas e pela fiscalização, mas porque o cliente que lida com o veículo no dia a dia percebe a qualidade do combustível, nota a diferença entre os postos — avalia.

A operação foi sugerida pelo Ministério da Justiça, pela Secretaria de Operação Integradas e da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, e envolveu equipes do Procon da Capital, da Guarda Municipal, da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Civil, além de contar com apoio da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Inmetro.

PORTO ALEGRE,RS,BRASIL.2021,07,08.Procon e Policía Civil, fazem fiscalizações em postos de combustiveis.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).<!-- NICAID(14828988) -->
Ação observou confiabilidade das bombasFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros