Seduc abre processo para contratar quatro mil professores para atuar em aulas de reforço nas escolas estaduais  - Notícias

Versão mobile

 
 

Português e matemática09/08/2021 | 12h06Atualizada em 09/08/2021 | 12h24

Seduc abre processo para contratar quatro mil professores para atuar em aulas de reforço nas escolas estaduais 

Educadores que já atuam na rede estadual, seja por contrato temporário ou concurso público, também poderão solicitar ampliação de carga horária. Medida prevê recuperação de conteúdos perdidos na pandemia

Seduc abre processo para contratar quatro mil professores para atuar em aulas de reforço nas escolas estaduais  Salmo Duarte/Agencia RBS
Estudantes terão reforço nas áreas de matemática e português Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
GZH
GZH

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) deu início ao processo para a contratação temporária de cerca de 4 mil professores de língua portuguesa e de matemática para atuar nas 2.377 escolas estaduais do Rio Grande do Sul. Os profissionais vão trabalhar nas aulas de reforço dessas disciplinas, a partir do segundo semestre. 

Pela proposta da Seduc, para recuperar os conteúdos perdidos durante a pandemia, os estudantes terão duas horas a mais de língua portuguesa, por semana, e outras três horas a mais de ensino de matemática. A nova carga horária está prevista para começar em 23 de agosto.

Os candidatos inscritos nos processos de seleção para professores em 2020 e 2021 receberão um e-mail no qual poderão manifestar interesse. Já quem participou de processo em 2019 deverá fazer contato diretamente com a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de abrangência de sua região. O prazo para manifestação de ambos os casos é de 48 horas a partir desta segunda-feira.

Professores que já atuam na rede, seja por contrato temporário ou concurso público, poderão solicitar ampliação de sua carga horária na direção de sua escola ou CRE. Os detalhes do edital podem ser conferidos no site da Seduc.

Na semana passada, na volta às aulas, a titular da Seduc, Raquel Teixeira, afirmou que a pasta produziu material didático específico para essas aulas de reforço, a partir das dificuldades detectadas na avaliação diagnóstica. Raquel destacou também que educadores e gestores devem passar por capacitação para este novo momento com os estudantes. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros