Mais de 57 mil pessoas ainda não se vacinaram na Capital; prefeitura anuncia ações para alcançar este público - Notícias

Versão mobile

 
 

Covid-1915/09/2021 | 21h51Atualizada em 15/09/2021 | 21h52

Mais de 57 mil pessoas ainda não se vacinaram na Capital; prefeitura anuncia ações para alcançar este público

Moradores registrados no CadÚnico representam 66% deste número, ou seja, 38 mil moradores

Mais de 57 mil pessoas ainda não se vacinaram na Capital; prefeitura anuncia ações para alcançar este público Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Prefeitura da Capital pretende apostar na descentralização para alcançar quem ainda não está imunizado Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS

A prefeitura da Capital identificou 57.638 moradores aptos a serem imunizados contra o coronavírus, mas que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina. Destas pessoas, 66% estão registradas no Cadastro Único, ou seja, mais de 38 mil moradores, o que pode indicar dificuldades no acesso aos pontos de imunização. Dez bairros concentram 47% dos porto-alegrense que ainda não receberam nenhuma aplicação da vacina, segundo a prefeitura (confira no final da reportagem).  

A Secretaria da Saúde vai ampliar as ações do projeto Rolê da Vacina, oferecer mais pontos de vacinação à noite e iniciar um convênio com aplicativos para pessoas de baixa renda que precisam se vacinar possam ir até os locais de imunização. 

LEIA MAIS
Saiba como será a vacinação na Região Metropolitana nesta quinta-feira
Porto Alegre terá 57 pontos de vacinação nesta quinta-feira: confira onde buscar as doses

A ideia é regionalizar a proposta do Rolê e fortalecer a comunicação. A pasta e o gabinete do vice-prefeito anunciaram um plano, nesta quarta-feira (15), para chegar a 100% dos porto-alegrenses que podem receber a imunização, conforme a campanha estabelecida pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). 

 – O que esse estudo nos mostrou é que a principal causa para as pessoas não se vacinarem é a condição financeira. Seja porque a informação não chega, seja porque elas não têm dinheiro para pagar um ônibus para ir ao local ou ainda porque estão trabalhando e não têm com quem deixar seus filhos - disse o vice-prefeito, Ricardo Gomes.

A Secretaria da Saúde estabeleceu dez ações para elevar os percentuais de aplicação das doses. Entre as iniciativas está o aumento, a partir desta quinta-feira (16), de 11 para 57 locais de vacinação, entre eles, mais 25 postos de saúde, 19 farmácias e dois drive-thrus.  

No Largo Glênio Peres, espaço de grande fluxo de pessoas e próximo ao terminal Parobé, haverá uma unidade todos os dias da semana. O funcionamento nesta quinta e na sexta (17) será das 9h às 17h e, a partir de semana que vem, das 13h às 19h. As ações anteriores do Rolê da Vacina no local registraram grande procura.  

Outra medida que visa incentivar a vacinação é o estabelecimento de uma parceria com aplicativos de transporte Uber e 99. Segundo a prefeitura, o convênio prevê R$ 300 mil em vouchers de viagem com distribuição pelas entidades de assistência social, a partir da próxima semana. 

Além disso, para vacinar mais pessoas que têm restrições de horário diurno, haverá ampliação do terceiro turno de vacinação, de quatro para 30 unidades, tendo pelo menos uma unidade em cada bairro prioritário.  

A secretaria ainda reforçará a presença da Unidade móvel nos bairros: os locais serão divulgados no portal oficial e redes sociais da Prefeitura, pelo aplicativo 156+POA ou pelo telefone 156. 

Ranking

A pesquisa feita pelos economistas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo utilizou georreferenciamento, detectando os bairros onde estão os moradores não vacinados na cidade. No ranking dos 10 bairros com mais pessoas vacináveis não imunizadas estão: Restinga (9%), Lomba do Pinheiro (6,2%), Santana (5,2%), Sarandi (5%), Santa Tereza  (4,6%), Santa Rosa de Lima (4,1%), Mário Quintana (3,4%), Bom Jesus (3,3%), Partenon (2,8%) e Morro Santana (2,8%). Estes bairros concentram 47% dos não vacinados.

Esses locais deverão ser contemplados com ônibus circular gratuito no dia 02 de outubro, Dia Nacional de Multivacinação, a fim de levar os moradores aos locais de vacinação. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros