Obras do Instituto de Educação devem ser retomadas em outubro - Notícias

Versão mobile

 
 

Escola fechada21/09/2021 | 09h05Atualizada em 21/09/2021 | 09h07

Obras do Instituto de Educação devem ser retomadas em outubro

Reforma foi interrompida há dois anos por falta de pagamento

Obras do Instituto de Educação devem ser retomadas em outubro Gustavo Mansur / Palácio Piratini/Divulgação/Palácio Piratini/Divulgação
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini/Divulgação / Palácio Piratini/Divulgação

Com obras suspensas há dois anos, a restauração do Instituto de Educação General Flores da Cunha, em Porto Alegre, deverá ser retomada nos primeiros dias de outubro. A informação é da deputada Sofia Cavedon (PT), que acompanha todo o processo de reforma da escola. O Instituto está fechado há cinco anos, e suas atividades escolares estão distribuídas em quatro espaços da cidade. 

O Ministério Público, que também acompanha a reforma do prédio tombado, realizou inspeção e fez questionamentos ao governo do Estado. Conforme ofício da Secretaria Estadual da Educação (Seduc), em setembro, a pasta e a Secretaria de Obras estavam em processo de negociação com a empresa contratada para realizar as obras. 

Com os trabalhos interrompidos desde setembro de 2019 por falta de pagamento e havendo uma solicitação de aditivo ao contrato por parte da empreiteira, a Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia S/A, a promessa era de retomada dos trabalhos em julho deste ano. Dessa forma, a previsão de término dos reparos seria em dezembro de 2022, segundo a Seduc. Com o atraso, a perspectiva é de que as obras se estendam pelo primeiro semestre de 2023.  

Com a solicitação de aditivo ao contrato em negociação durante meses, recentemente, a pasta da Educação informou que, em função da pandemia, diversas atividades foram restringidas, entre elas, obras. 

Ainda faltam trabalhos de restauração, instalação de redes de infraestrutura, de elevador, de plataformas elevatórias, de rampas de acesso, pavimentações externas e comunicação visual, entre outros. A pasta conta com um investimento proveniente do Fundo Nacional de Educação. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros