Prefeitura cria força-tarefa para definir regras de convivência no Moinhos de Vento, em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Espaço urbano29/09/2021 | 11h31Atualizada em 29/09/2021 | 11h50

Prefeitura cria força-tarefa para definir regras de convivência no Moinhos de Vento, em Porto Alegre

Bairro é palco frequente de aglomerações; ações devem se estender para outras regiões da Capital

Prefeitura cria força-tarefa para definir regras de convivência no Moinhos de Vento, em Porto Alegre Guarda Municipal / Divulgação/Divulgação
Foto: Guarda Municipal / Divulgação / Divulgação
GZH
GZH

A prefeitura de Porto Alegre divulgou, nesta terça-feira (28), que uma força-tarefa será criada com objetivo de estabelecer regras e diretrizes para presença do público e funcionamento de bares no bairro Moinhos de Vento. O objetivo é garantir o "convívio harmônico na região", de acordo com a nota. O local é palco de aglomerações frequentemente aos finais de semana, o que favorece o contágio por coronavírus.

A  criação da equipe de trabalho foi definida durante uma reunião, realizada nesta terça no Paço Municipal, que contou com a presença de representantes de poder público, sociedade civil, comerciantes e moradores do bairro. As ações definidas pela força-tarefa também serão executadas em outros bairros e locais de aglomeração de público na Capital, segundo a prefeitura.

Durante o encontro, que durou mais de duas horas, moradores, comerciantes, representantes de forças de segurança e dos poderes Legislativo e Executivo dialogaram sobre o atual cenário observado no bairro, que se enche de gente especificamente aos finais de semana. Foram abordados temas como a regulamentação e a atuação de ambulantes, a limitação de horários, o acúmulo de lixo provocado pelas aglomerações, o consumo de álcool por parte de adolescentes, o regramento de casas noturnas, o funcionamento ilegal de estabelecimentos e a poluição sonora, que culminam no desrespeito das leis.

O objetivo das partes envolvidas, segundo a prefeitura, é encontrar alternativas para garantir o bom funcionamento das atividades econômicas no bairro. Os participantes da reunião citaram, como exemplo, o regramento editado para o funcionamento de bares e público na Cidade Baixa, que está em vigor desde 2018. A possibilidade de se editar um texto para o Moinhos de Vento também foi discutida.

No encontro, o prefeito Sebastião Melo afirmou que os órgãos de segurança da cidade têm o apoio da gestão para executar a legislação vigente, e que a boa convivência no bairro passa pelo cumprimento das regras:

— Estamos abertos ao diálogo para encontrarmos uma solução boa para todas as partes. Não vamos admitir que estas aglomerações, assim como ocorrem em outros pontos da cidade, virem palco para baderna. Vamos achar um equilíbrio e reforçar o cumprimento das regras de convivência — afirmou Melo.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros