Renovação do TRI Escolar é retomada no Triângulo, mas Passe Livre estudantil segue demorado - Notícias

Versão mobile

 
 

Transporte público02/09/2021 | 05h00Atualizada em 02/09/2021 | 10h20

Renovação do TRI Escolar é retomada no Triângulo, mas Passe Livre estudantil segue demorado

Entretanto, estudantes que dependem do Passe Livre Metropolitano distribuído pela Metroplan têm encontrado dificuldades para obter o benefício na Região Metropolitana

Renovação do TRI Escolar é retomada no Triângulo, mas Passe Livre estudantil segue demorado Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Posto de atendimento no Termnal Triângulo voltou a funcionar diariamente Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS

Depois de um período com falta de horário de atendimento, o posto de renovação do cartão TRI Escolar da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Porto Alegre (Umespa)  no Terminal Triângulo, na zona norte de Porto Alegre, voltou a atender de segunda a sexta-feira. A informação é do presidente da Umespa, Anderson Farias. Mas, por outro lado, quem depende do Passe Livre Estudantil ainda enfrenta dificuldades em razão da quantidade de solicitações acumuladas na Metroplan, que é o órgão estadual que libera as verbas do passe.

Leia mais
Viamão concede subsídio de R$ 5 milhões ao transporte público e baixa valor da passagem
Após sinalização do prefeito, rodoviários da Carris decidem retomar atividades
Transporte coletivo de Porto Alegre terá horários ampliados

No caso da Capital, a dificuldade era o horário de atendimento no posto do Terminal Triângulo, onde pode ser feita a renovação do cartão, medida necessária para adquirir as passagens por metade do valor. Com o retorno de aulas presenciais em diversas instituições, a revalidação tornou-se ainda mais necessária. Só que o espaço estava abrindo somente duas vezes na semana. Foi numa dessas tentativas que o publicitário Ricardo Ramos, 57 anos, encontrou o ponto fechado. Ele espantou-se com os horários de atendimento, pela dificuldade de precisar de um dia e horário específico para conseguir a renovação.

O presidente da Umespa explicou que além da pandemia, a diminuição nos dias de atendimento se dava em razão da falta de funcionários, consequências das dificuldades financeiras enfrentadas pela entidade. Eram dois voluntários da Umespa que faziam o atendimento. Entretanto, com a retomada das atividades escolares, a entidade conseguiu fazer adaptações e retomar a abertura em todos dias úteis da semana, das 10h às 17h. Mas, atenção, o local fecha ao meio-dia para almoço dos atendentes.

Metropolitano

Para quem depende do Passe Livre Estudantil, o problema é a liberação do benefício em si. A Associação dos Estudantes do Rio Grande do Sul (Aergs) emitiu recentemente uma nota onde aponta que mais de 460 solicitações do passe livre estão em análise junto a Metroplan. Estas solicitações estão aguardando avaliação e liberação desde o início do ano e, conforme a Aergs, representam mais de 55% das solicitações encaminhadas neste período _ estão retidos 153 cadastros de fevereiro, 156 de março, 10 de abril, 51 de maio, 26 de junho e 67 do mês de julho.

A entidade estudantil ressalta que "com o avanço da vacinação, diminuição dos casos de covid-19 e flexibilização das regras de distanciamento social, muitas atividades curriculares estão retornando tanto na rede pública ou privada". Por isso, a Aergs encaminhou ainda um ofício a Metroplan solicitando uma reunião para tratar da liberação do benefício aos estudantes que tem direito.

Metroplan exige melhor comprovação

Em relação ao Passe Livre Estudantil, a Metroplan emitiu nota afirmando que "a demora na liberação dos cadastros deve-se ao momento de pandemia". Conforme o coordenador do Passe Livre Estudantil na entidade, Hélio Schreiner Filho, nem todos estudantes voltaram às aulas presenciais, sendo necessário conferir quem retornou. A entidade garante que sempre analisou, em média, 16 mil cadastros por semestre, e nunca houve atraso. Mas, agora está sendo aguardada a volta à normalidade ou confirmação de que o aluno retornou a sala de aula para a liberação do benefício, pois "trata-se de dinheiro público, sendo necessário controle e correta aplicação". 

Na nota, a Metroplan ainda aponta que "muitos estudantes estão solicitando a liberação do Passe Livre Estudantil, mas poucos comprovaram que realmente retornaram às aulas" e lembra que o passe é "liberado apenas para o deslocamento para escola".

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros