RS aguarda doses do Ministério da Saúde para iniciar vacinação de adolescentes contra covid-19 - Notícias

Versão mobile

 
 

Segue na espera01/09/2021 | 21h34

RS aguarda doses do Ministério da Saúde para iniciar vacinação de adolescentes contra covid-19

São Leopoldo, mesmo com poucas unidades de Pfizer, já iniciou imunização em jovem de 17 anos sem comorbidades

RS aguarda doses do Ministério da Saúde para iniciar vacinação de adolescentes contra covid-19 Valentin Thomaz - PMSL / Divulgação/Divulgação
São Leopoldo começou a vacinação de adolescentes sem comorbidades na terça-feira Foto: Valentin Thomaz - PMSL / Divulgação / Divulgação

O Rio Grande do Sul ainda não fechou data para iniciar a vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19. Municípios e governo do Estado aguardam saber, do Ministério da Saúde, quantas doses do novo lote da Pfizer a ser recebido nesta quarta-feira (1º) serão específicas à primeira aplicação.

LEIA MAIS
Em primeira remessa de setembro, RS receberá 166 mil doses de vacinas contra a covid-19
Porto Alegre é a terceira capital com maior cobertura de segunda dose contra covid-19
Vacina aplicada perto do glúteo tem o mesmo efeito? 

A expectativa é de que o Ministério da Saúde envie, nesta quarta-feira, 74.880 doses de Pfizer ao Rio Grande do Sul, conforme a Secretaria de Estado da Saúde (SES-RS). Análise de GZH antecipou que o Rio Grande do Sul deve vacinar cerca de 809 mil adolescentes sem comorbidades.

Após reunião entre autoridades municipais e estaduais nesta quarta-feira, o presidente do Conselho de Secretários Municipais da Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems-RS), Maicon Lemos, informou que é fundamental saber quantas vacinas serão reservadas à primeira dose para prefeituras calcularem se é possível avançar aos adolescentes de 17 anos sem doenças prévias. É possível que o governo federal adiante, ainda nesta quarta, a informação.

Na segunda-feira (30), o lote de Pfizer recebido era apenas para a segunda dose.

— Temos orientação do ministro da Saúde, que esteve sábado em Gramado, para municípios aguardarem porque nos próximos dias seriam enviadas doses aos adolescentes. Queremos saber se o lote que chegará será para esse público — afirma Lemos.

Hoje, 209 municípios do Estado possuem doses restantes da Pfizer, porém não o suficiente para sequer contemplar todos os habitantes de 17 anos sem comorbidades, conforme o presidente do Cosems-RS. A única cidade que já iniciou a vacinação de adolescentes da população no geral, diz Lemos, é São Leopoldo.

A prefeitura aplicou, na terça-feira (31), 936 doses em jovens de 17 anos, no Ginásio Municipal Celso Morbach e no Centro de Eventos. O município já vacinou também cerca de 1 mil adolescentes com doenças prévias.

A vacinação de jovens, no entanto, foi interrompida nesta quarta-feira devido à falta de vacinas da Pfizer, as únicas permitidas para adolescentes. A prefeitura de São Leopoldo aguarda o envio de novas doses para dar seguimento à aplicação.

— Há um indicativo do Ministério da Saúde para chegar aos 17 anos em novembro. Como tínhamos vacina sobrando, resolvemos baixar a data. Já tínhamos contemplado todo público do Plano Nacional de Imunização (PNI). Não vamos deixar vacina na geladeira. Vacina boa é vacina no braço — afirmou o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi (PT).

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros