Skatistas testam megapista da orla do Guaíba; saiba qual é a avaliação - Notícias

Versão mobile

 
 

Show de manobras23/09/2021 | 10h49Atualizada em 23/09/2021 | 10h50

Skatistas testam megapista da orla do Guaíba; saiba qual é a avaliação

Estrutura é uma das maiores do mundo e será liberada ao público em outubro, junto com as obras do Trecho 3

Skatistas testam megapista da orla do Guaíba; saiba qual é a avaliação Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS
Jéssica Rebeca Weber
Jéssica Rebeca Weber

jessica.weber@zerohora.com.br

Nesta quarta (22) e quinta-feira (23), a megapista de skate da orla do Guaíba está passando por testes organizados pela prefeitura de Porto Alegre em parceria com a federação gaúcha do esporte. Aberta exclusivamente para skatistas selecionados pela entidade, a atividade tem o objetivo de atestar a qualidade das obras de implantação da pista, concluídas recentemente. 

Maior pista de skate da América Latina e uma das maiores do mundo, a “cereja do bolo” do chamado Trecho 3 da Orla, junto ao Parque Marinha do Brasil, tem cinco formatos diferentes em 6,2 mil metros quadrados. A previsão é de que a estrutura e todo o trecho revitalizado sejam abertos ao público em 23 de outubro.

As mulheres foram as primeiras a demonstrar sua habilidade nas rampas, corrimãos e bowls do complexo. Trinta e cinco skatistas foram convidadas para testar a pista, incluindo Ariadne Souza, destaque em competições pelo Brasil e pelo mundo.

Um dos maiores talentos gaúchos na modalidade park, Mari Menezes, 17 anos, aprovou a estrutura:

— A pista está muito boa, todas as transições estão perfeitas. O concreto é muito liso, mas não escorrega. Espero vir aqui praticamente todo dia, vai dar pra evoluir muito.

Segundo o presidente da Federação Gaúcha de Skate, Régis Lannig, as mulheres foram priorizadas no teste justamente para dar espaço para o skate feminino, que, destaca, vem crescendo muito. Ele destaca o prazer de ver a pista pela primeira vez "povoada".

— Isso aqui abre várias possibilidades de execução de grandes eventos, já estamos trabalhando para trazê-los para Porto Alegre — diz Regis. 

O secretário de Obras e Infraestrutura (SMOI), Pablo Mendes Ribeiro, explica que os trabalhos incluem testes técnicos pelo consórcio executor e pela equipe de fiscais, mas essa foi uma forma de trazer os usuários para dentro do processo. 

— Estes “testes-drives” servem para garantir que aqueles que de fato farão uso dos equipamentos testem e atestem que a pista de skate do Trecho 3 da Orla está pronta para receber os porto-alegrenses, turistas e eventos esportivos — destaca. 

No primeiro dia, depois do público feminino, foi a vez dos 30 primeiros colocados no ranking amador do skate gaúcho conhecerem a nova pista. Já no final da tarde de quinta-feira (23), serão realizadas sessões com convidados da Federação e com profissionais do esporte.

Após a conclusão de cada sessão, os participantes preenchem um formulário de avaliação do complexo. O resultado da avaliação será divulgado ao final do evento.

Conheça as pistas confirme a modalidade

Vertical

  • Snake run: do mesmo tipo que a do Parque Marinha do Brasil, tem o formato de uma serpente. Com altura que varia de meio metro a 2m20cm, é feita em concreto armado com polimentos manuais e bordas propícias para manobras.
  • Flow park: a profundidade desta pista varia de 1m45cm a 2m50cm, com rampas de diferentes alturas. No centro, há um equipamento para manobras em formato de submarino. Essa é uma pista de alta performance, provavelmente, a escolhida para a realização de competições.
  • Bowl: em formato de piscina, lembra as pistas californianas dos anos 1970. Segue o padrão americano de bordas pré-moldadas, com acabamento em pastilhas cerâmicas. Tem profundidade de 2m10cm a 3m30cm. 

Street

  • Street plaza: o tipo de pista que existe no IAPI, que simula os obstáculos reais das cidades. Tem elementos bem urbanos, como tampas de bueiros elevadas e hidrantes. Reproduz também o corrimão da Câmara Municipal da Capital, os bancos do calçadão de Ipanema e a ponte ondulada da Praça Itália.
  • Street flow: é composta de corrimãos, caixotes e rampas que facilitem ao skatista pegar embalo sem precisar botar o pé no chão. No centro, tem rampas escultóricas com formatos de moedas.
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros