Faltando três dias para o Dia D de vacinação, cidades da Região Metropolitana estão com imunizantes em falta - Notícias

Versão mobile

 
 

16 de outubro14/10/2021 | 09h12Atualizada em 14/10/2021 | 09h13

Faltando três dias para o Dia D de vacinação, cidades da Região Metropolitana estão com imunizantes em falta

Sapucaia do Sul, Viamão e Alvorada não têm estoque de alguns tipos de vacina; Secretaria Estadual da Saúde informou que recebeu remessa na segunda-feira

Faltando três dias para o Dia D de vacinação, cidades da Região Metropolitana estão com imunizantes em falta Roni Rigon / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS / Agencia RBS
Larissa Fraga

Faltando três dias para o Dia D de multivacinação, alguns municípios da Região Metropolitana registram falta de imunizantes. A ação será realizada neste sábado (16), em todo o país, com o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação dos menores de 15 anos. A ideia é oferecer 18 tipos de vacinas para crianças e adolescentes. 

Em Sapucaia do Sul, por exemplo, faltam três tipos de vacinas.

— Estamos com falta das vacinas tríplice viral, que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola, varicela e a gotinha que protege contra a paralisia infantil. Há uma programação da entrega desses imunizantes pelo governo estadual — informou o secretário da Saúde da cidade, Laércio Ari Kerber, completando que havia previsão de chegada para esta quarta-feira (13).

A prefeitura está divulgando o evento em um carro de som, nas áreas mais distantes da cidade, convocando a comunidade para colocar a carteirinha em dia. Neste sábado, as 26 unidades de saúde do município estarão abertas das 8h às 17h. 

Em Viamão, estão em falta as vacinas contra a poliomelite, BCG, Varicela e HPV. A previsão é que os imunizantes cheguem até quinta-feira (14). A cidade não divulgou informações sobre a vacinação deste sábado.  

Já em Alvorada, falta o imunizante tetraviral, mas a Secretaria da Saúde do município informou que esse imunizante pode ser substituído pela vacina tríplice viral mais varicela. As 18 unidades de saúde do município vão estar abertas das 8h às 17h no Dia D. 

 A Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que recebeu nova remessa de vacinas para a multivacinação na segunda-feira (11). O Ministério da Saúde não envia novas remessas da vacina tetraviral aos estados há mais de seis meses. A orientação é de que sejam solicitados quantitativos das vacinas tríplice viral e contra a varicela que, aplicadas em conjunto, substituem a tetraviral. 

Conforme o órgão, as demais vacinas estão com os estoques normalizados. Pedidos complementares de doses devem ser  solicitados pelos municípios às respectivas coordenadorias regionais de saúde.  

Outras cidades

Em Gravataí, 29 unidades de saúde estarão abertas de 8h às 17h. Já em cachoeirinha, seis postos vão aplicar as vacinas das 8h às 16h30. E em Esteio, quatro unidades de saúde estarão vacinando das 8h às 17h.  

A cidade de Montenegro vai realizar o evento em dois locais: na sala de vacinas da Secretaria Municipal de Saúde, rua Campos Netto 177, bairro Senai, e na UBS Centro, rua Ramiro Barcelos, 2672. O horário de atendimento é das 8h às 17h. 

Em Eldorado do Sul, quatro unidades de saúde estarão abertas das 8h às 12h e das 13h às 17h. O município de Novo Hamburgo disponibiliza 26 locais para a vacinação, das 9h às 16h. E em Canoas, 22 vacinas previstas no Plano Nacional de Imunização serão oferecidas nos 27 postos de saúde, que abrem das 8h às 17h. 

Como será o Dia D

Segundo o Ministério da Saúde,  estarão disponíveis nos postos as vacinas: BCG, Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba), Tetraviral (Sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).  

Para os adolescentes, serão disponibilizados os imunizantes: HPV, dT (dupla adulto), Febre amarela, Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada). 

O professor de infectologia da Faculdade de Medicina da UFRGS Luciano Goldani reforça a importância da imunização para crianças e adolescentes:

— As vacinas previnem doenças como sarampo, caxumba, tétano e hepatites. Por isso, todos devem completar o seu calendário de imunização e evitar essas doenças que são graves quando não prevenidas.  


 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros