Mil doses de vacinas da Pfizer podem vencer por falta de procura no Vale do Taquari - Notícias

Versão mobile

 
 

Imunização22/10/2021 | 09h28Atualizada em 22/10/2021 | 09h28

Mil doses de vacinas da Pfizer podem vencer por falta de procura no Vale do Taquari

Imunizante suporta 31 dias de armazenamento nos equipamentos usados pelo município

Mil doses de vacinas da Pfizer podem vencer por falta de procura no Vale do Taquari Antonio Valiente / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS / Agencia RBS

O município de Teutônia, no Vale do Taquari, está de olho no calendário para não deixar que mais de mil doses de vacinas da Pfizer vençam antes de serem aplicadas. Ação especial neste sábado (23) pretende impulsionar a busca pelo imunizante.

Conforme a Vigilância Epidemiológica do município, a tensão está no prazo reduzido de validade que a vacina tem depois de sair dos freezers da Secretaria Estadual da Saúde (SES). O imunizante suporta 31 dias de armazenamento nos equipamentos usados pelo município.

— Houve mudança no prazo entre as duas doses da Pfizer, caiu de 10 para oito semanas. E vimos que isso confundiu um pouco a população, houve uma queda na procura. Então, começamos uma campanha de reforço, incluímos até um carro de som para chamar quem já pode completar o esquema. Já conseguimos reduzir o estoque, mas ainda temos mais de mil doses para aplicar até 10 de novembro — explica a coordenadora de Epidemiologia, Rosangela de Souza Schussler.

 Para evitar a perda de doses, a Vigilância solicita que as pessoas que fizeram a vacina da Pfizer até 25 de agosto compareçam o quanto antes aos postos de saúde. É preciso fazer agendamento prévio consultando a página da prefeitura nas redes sociais.

No sábado (23), o Centro Avançado de Saúde (CAS), no bairro Canabarro, estará aberto das 8h às 11h, sem necessidade de agendamento.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros