RS acata orientação do Ministério da Saúde e reduz intervalo de aplicação da AstraZeneca para oito semanas - Notícias

Versão mobile

 
 

Vacinação acelerada19/10/2021 | 22h15Atualizada em 19/10/2021 | 22h15

RS acata orientação do Ministério da Saúde e reduz intervalo de aplicação da AstraZeneca para oito semanas

Secretaria de Saúde do Estado não informou quando a medida começa a valer

GZH
GZH

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul acatou a orientação do Ministério da Saúde e anunciou nesta terça-feira (19) que vai reduzir o intervalo de aplicação da vacina AstraZeneca/Oxford para oito semanas. A pasta não informou quando a medida passa a valer.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

A decisão de encurtar o tempo entre as doses do imunizante foi tomada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), composta por gestores estaduais e municipais que são representados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS). 

Em julho, o Rio Grande do Sul havia decidido, por conta própria, reduzir o intervalo entre doses da AstraZeneca de 12 para 10 semanas, numa tentativa de garantir de forma mais rápida o esquema vacinal da população e barrar a circulação da variante Delta do coronavírus

Porém, o Estado voltou atrás logo em seguida, após um apelo do Cosems argumentando que a alteração do intervalo poderia desencadear uma falta de doses para segunda aplicação, já que no esquema de envio de remessas do governo federal, considerava-se o período de 12 semanas.

Na manhã desta terça-feira, a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS) também anunciou que vai acatar a orientação e reduzir o intervalo de aplicação da AstraZeneca para oito semanas. A mudança vale já a partir desta quarta-feira (20), quando poderão buscar a segunda aplicação pessoas vacinadas com o imunizante até 25 de agosto. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros