A duas semanas da inauguração, veja como está a revitalização do Muro da Mauá - Notícias

Versão mobile

 
 

Paisagem urbana05/11/2021 | 08h31Atualizada em 05/11/2021 | 08h31

A duas semanas da inauguração, veja como está a revitalização do Muro da Mauá

Transformação do espaço vem ocorrendo desde agosto com o objetivo de torná-lo mais atrativo

A duas semanas da inauguração, veja como está a revitalização do Muro da Mauá Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS
GZH
GZH

Faltam duas semanas para a inauguração da revitalização do Muro da Mauá, no Centro Histórico de Porto Alegre. Em 19 de novembro, a população poderá conferir o resultado das melhorias no espaço, que vêm ocorrendo desde agosto com o objetivo de torná-lo mais atrativo.

O muro ganhará cascata d’água, jardim vertical, painéis artísticos e espaços para interatividade com QR Codes. As estruturas para receber as telas já estão prontas, bem como a cascata e o jardim. No entanto, para manter a expectativa para o momento de revelação do resultado das intervenções, os adesivos das estruturas serão retirados e as instalações serão finalizadas somente poucos dias antes da inauguração. A iluminação também será revelada próximo da data.

O consórcio composto pelas empresas Sinergy e HMidia foi o vencedor do chamamento público que prevê a adoção do muro por 24 meses, com possibilidade de renovação por igual período. A parte artística será totalmente renovada a cada três meses, com novas telas. 

— Nesta primeira fase, vamos contar a história da cidade — ressalta Alexandre Quintian, diretor da empresa HSQ, que faz parte da HMidia. Na segunda fase, serão expostas telas que retratam personalidades, escritores e músicos gaúchos.

— Será uma grande exposição a céu aberto. Todo o conceito é artístico e visual — salienta.

O local também contará com cinco paradas de ônibus com teto translúcido, bancos de madeira e diferentes layouts ao fundo. Além disso, foi realizada uma melhoria em uma pequena praça antes do início do muro, com bancos e flores — o que não estava previsto no projeto.

Entrando na onda da revitalização da região, a Trensurb também se mobilizou e decidiu pintar o muro que separa o trem do asfalto. Dois tons de verde foram escolhidos para trazer um impacto positivo e fornecer a sensação de movimento ao passar pelas grades de concreto, que se estenderão coloridas desde a rodoviária.

Para Ana Pellini, secretária de Parcerias da Capital, o muro representa a proteção da cidade, mas também a separação do Guaíba. Assim, em vez de deixar o espaço degradado e abandonado, o objetivo da prefeitura foi torná-lo agradável aos olhos.

— A revitalização representa um pouco o fazer as pazes da cidade com seu muro e, ao mesmo tempo, faz parte do projeto de embelezamento do Centro Histórico — afirma Ana.

Produção: Fernanda Polo

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros