Magali Moraes: a vida al dente - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga05/11/2021 | 09h00Atualizada em 05/11/2021 | 09h00

Magali Moraes: a vida al dente

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: a vida al dente Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Sabe massa al dente, aquele ponto de cozimento que a gente só consegue avaliar se está bom mordendo um pedacinho? A ideia é não entregar tudo de mão beijada para os dentes e deixar alguma resistência pra que eles façam a sua parte na refeição. Um belíssimo macarrão al dente é cozido o tempo suficiente pra que seja sentido na arcada dentária. Nem tão firme, nem tão mole ou desmanchando. Vale pra outros alimentos como arroz, feijão e grãos em geral. Também vale para a vida.

A gente tá fazendo dos nossos dias uma grande papinha sem graça e sem gosto? Nossos planos já cozinharam demais? Estamos usando os nossos dentes (figurativamente falando) pra abocanhar as oportunidades e correr atrás daquilo que nos traz alegria? Um prato bem servido de massa à bolonhesa dá energia e prazer. Mas tem outras formas de alimentar a alma: otimismo, empatia, fé, autoestima. O cardápio é grande, cuida pra ver se você tem dentro de si todos os ingredientes.

Leia outras colunas da Maga

Dica

Nas embalagens de massa, o fabricante sempre indica o tempo de cozimento. É uma dica pra seguir. Na vida, não tem nada disso. Vai no instinto, na experiência, na garra. O que já passou do ponto e nem percebemos? O trabalho, o relacionamento, a paciência? Qual é o tempo suficiente de um abraço, de um beijo, de uma presença? Dias muito duros acabam com a gente. Por outro lado, a rotina mastigadinha de sempre não ajuda. As horas desmancham, os momentos são engolidos sem sentir. 

Eu não tenho receita de vida al dente, mas acredito que podemos ficar mais atentos. É tipo esquecer a massa na água fervendo, não dá certo. Esquecer as nossas vontades e sonhos também faz perder o sabor de tudo. Use seus dentes (e especialmente o coração) pra sentir o tempo certo das coisas. Nem antes, nem depois. O agora. A vida é só uma, tem que saborear. Com coragem, firmeza nas decisões, sem corpo mole. Bota pra escorrer o que não te pertence mais. Depois, sal e pimenta a gosto. 


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros