Magali Moraes: lixo pra quem? - Notícias

Versão mobile

 
 

Coluna da Maga19/11/2021 | 09h00Atualizada em 19/11/2021 | 09h00

Magali Moraes: lixo pra quem?

Colunista escreve às segundas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: lixo pra quem? Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Deixa eu te apresentar uma guria poderosa. Anne Caroline Barbosa é catadora de recicláveis e se tornou influenciadora nas redes sociais criando conteúdos educativos sobre sustentabilidade. O perfil no Instagram @annecatadora tem 126 mil seguidores que acompanham sua rotina de trabalho. Ela também criou a iniciativa @perfum.a.dor pra arrecadar produtos de higiene e beleza que resgatam a vaidade e a dignidade de mulheres em situação vulnerável, vivendo nas ruas ou em instituições. 

Anne já passou por poucas e boas, sorte que a vida dá voltas. Nascida no Mato Grosso do Sul, filha de professores de Educação Física, ela foi pra São Paulo pra ser designer gráfica, mas as coisas mudaram de rumo. Sem conhecer ninguém, sem emprego e moradia, acabou se viciando em cocaína e crack. Ela mesma disse em entrevistas que chegou a esquecer quem era enquanto mulher, daí a ideia do @perfum.a.dor. Conseguiu sair do vício e hoje estuda Jornalismo, olha que legal.

Leia outras colunas da Maga

Descarte 

Seu trabalho não se limita às ruas de São Paulo. Nem ao centro de reciclagem Molécoola, que tem até programa de fidelidade com benefícios pra incentivar o descarte correto do lixo. Através das redes sociais, Anne alcança o país inteiro. Ganhou voz, encontrou seu propósito e faz até parcerias com o Grupo Boticário (falei que a guria é boa). E ela puxa a orelha de todos nós! Falta informação e consciência na separação do lixo, sem falar que muitas pessoas nem separam o orgânico do seco.

Eu achava que estava reciclando direitinho. Com a Anne, aprendi a importância de lavar (de preferência com água de reuso) e deixar secar bem os plásticos pra remover resíduos e umidade que atraem bichos e doenças. Embalagens Tetrapak devem ser desmontadas, e as latinhas, amassadas pra ajudar o catador a abrir espaço pra mais recicláveis. Quer repensar o consumo e aprender sobre consciência ambiental? Segue a guria e recicla os teus hábitos. O meio ambiente tá pedindo.  


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros