Parque de Canoas terá área zen pública para lazer e relaxamento junto à natureza - Notícias

Versão mobile

 
 

Região Metropolitana 01/11/2021 | 21h21Atualizada em 01/11/2021 | 21h21

Parque de Canoas terá área zen pública para lazer e relaxamento junto à natureza

Local está sendo revitalizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente; inauguração deve ocorrer ainda na primeira quinzena deste mês

Parque de Canoas terá área zen pública para lazer e relaxamento junto à natureza André Ávila / Agencia RBS/Agencia RBS
Sistema de drenagem e captação de água do lago foi restaurado Foto: André Ávila / Agencia RBS / Agencia RBS

Moradores de Canoas e demais visitantes do Parque Getúlio Vargas terão, em breve, uma nova área para lazer e relaxamento junto à natureza. Chamado de Espaço Zen, o local está sendo revitalizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e também poderá ser utilizado para práticas esportivas e ações de educação ambiental. A inauguração está prevista para ocorrer ainda na primeira quinzena deste mês. 

Localizado atrás da cancha de bocha e ao lado do zoológico do parque, o espaço possui inclusive um lago. No entanto, a área estava abandonada e coberta de vegetação e lixo antes do início da revitalização, em julho deste ano, quando foram retiradas cinco caçambas de resíduos do local.  

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

— É um espaço muito bonito dentro do parque, mas estava abandonado. Então, o secretário do Meio Ambiente (Paulo Ritter) e a prefeitura de Canoas propuseram uma revitalização desse local, pois entenderam que ele poderia ser melhor aproveitado — explica Rafael Gonçalves, diretor da Athena Urbanismo e gestor do zoológico municipal. 

De acordo com o secretário Paulo Ritter, o Espaço Zen foi uma demanda da comunidade que frequenta o parque e pratica atividades como meditação e ioga. O investimento, de R$ 40 mil, tem como objetivo criar no local um ambiente de união, paz, lazer e, principalmente, de observação e contemplação da natureza

Ritter ressalta que o Parque Getúlio Vargas, também conhecido como Capão do Corvo, é uma área multicultural e de multiuso que acolhe uma grande diversidade de frequentadores dentro de seus espaços. Inaugurado em 1980, o local também possui campos de futebol, quadras poliesportivas, pistas de patinação, atletismo, caminhada e ciclismo, sala de ginástica e academia ao ar livre.  

Etapas da revitalização 

Além da limpeza, as equipes que estão trabalhando no Espaço Zen já fizeram a adequação da mata e da arborização, a restauração do sistema de drenagem e captação de água para dentro do lago e iniciaram a recuperação da ponte e da tela de proteção, que estavam danificadas.  

— Esvaziamos e limpamos o lago, colocamos essas pedras grandes e esses rachões em toda a volta, porque ele era mais extenso e queríamos fazer um caminho maior — relata Rafael Gonçalves, destacando que o espaço tem um clima interessante, pois está localizado no meio da cidade, mas parece uma área afastada.  

Para a inauguração do local, falta concluir o cercamento, instalar dois chafarizes no lago e aeradores para oxigenar a água para os peixes ornamentais, investir no paisagismo — o que inclui o plantio de plantas medicinais e mudas de árvores nativas — e colocar a identificação na entrada. Também há a intenção de trazer dois cisnes negros para o espaço, que ainda será utilizado para a soltura de animais que estejam em reabilitação no zoológico. 

— É um espaço interessante para fazer isso também. Já utilizamos outras áreas do parque como local de soltura de animais, mas, do jeito que esse local estava antes, não tinha condições — conclui a bióloga e educadora ambiental do zoo, Renata Gautier. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros