Anvisa reforça pedido ao governo para restringir voos e exigir vacinação completa de viajantes - Notícias

Versão mobile

 
 

Risco de nova cepa02/12/2021 | 08h07Atualizada em 02/12/2021 | 08h07

Anvisa reforça pedido ao governo para restringir voos e exigir vacinação completa de viajantes

Nota técnica foi enviada à Casa Civil nesta quarta-feira 

Anvisa reforça pedido ao governo para restringir voos e exigir vacinação completa de viajantes Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS
GZH
GZH

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enviou nesta quarta-feira (1º) um novo parecer ao governo federal com recomendações de medidas restritivas em decorrência da nova variante do coronavírus, a Ômicron. As orientações estão em nota técnica encaminhada a à Casa Civil e divulgada pela agência reguladora. 

No parecer, o órgão orienta a suspensão imediata da chegada de voos vindos de quatro nações africanas: Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia. Na última sexta-feira (26), a Anvisa já havia orientado a suspensão de voos provenientes da Botsuana (primeiro país a identificar a nova cepa), Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.   

No caso de viajantes brasileiros com passagem pelos seis países nos últimos 14 dias, a Anvisa recomenda quarentena logo após o desembarque no Brasil.

A agência reguladora reiterou ainda a necessidade de exigência do certificado de vacinação completa contra a covid-19 para a entrada de viajantes ao território brasileiro.  A medida foi sugerida no dia 12 de novembro de pela Agência, mas ainda não foi avaliada pelo Comitê Interministerial responsável pela tomada de decisão.

"Diante das restrições estabelecidas de forma global pelos demais países, a inexistência de uma política de cobrança dos certificados de vacinação pode propiciar que o Brasil se torne um dos países de escolha para os turistas e viajantes não vacinados, o que é indesejado do ponto de vista do risco que esse grupo representa para a população brasileira e para o Sistema Único de Saúde" diz o parecer. 

A Secretaria de Estado de São Paulo confirmou, nesta quarta-feira (1), o terceiro caso da variante Ômicron no Brasil. Trata-se de um passageiro proveniente da Etiópia, de 29 anos, que desembarcou em Guarulhos no sábado (27), quando testou positivo para covid-19. Os dois primeiros casos da variante Ômicron no Estado foram confirmados na tarde de terça-feira (30).

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros