Caroline Tidra: "Parabéns para minha mamãe 'Noel'" - Notícias

Versão mobile

 
 

Direto da Redação22/12/2021 | 15h51Atualizada em 22/12/2021 | 15h51

Caroline Tidra: "Parabéns para minha mamãe 'Noel'"

Jornalistas do Diário Gaúcho opinam sobre temas do cotidiano

Caroline Tidra: "Parabéns para minha mamãe 'Noel'" Agência RBS / Agência RBS/Agência RBS
Direto da Redação Foto: Agência RBS / Agência RBS / Agência RBS

Eu nunca esperei pelo Papai Noel na noite de Natal. Calma, está tudo bem, eu vou explicar. Entendo o encantamento das crianças (e adultos) pelo Bom Velhinho e até acho ele muito simpático. Mas posso afirmar que ele não ganhou protagonismo na minha infância, e isso aconteceu por duas razões. A primeira delas é pela minha criação em um lar cristão, cujo verdadeiro significado do Natal é Jesus e seu nascimento. 

A segunda é porque, na minha casa, os presentes vinham da mamãe. Ela, sim, foi a responsável por ler meus pedidos que, às vezes, constavam em uma listinha com cerca de 10 sugestões. E hoje, a minha mamãe “Noel” – que também é uma mulher com superpoderes – está de aniversário! Por isso, dezembro é um mês em que não faltam motivos para ser especial. Eu que recebo o presente de ter uma mãe da qual me encho de orgulho e que fez o possível para que minha infância fosse completa e feliz, mesmo que algumas figuras faltassem – como a do papai e do Papai Noel. 

 Confira outras colunas Direto da Redação

Ser presente

Depois da minha mãe e de Jesus, a minha vó faz aniversário! São parabéns e comida que não acabam. Ela também é uma das que cumprem muito bem a função de lembrar de todos na hora de comprar o presentinho de Natal. Mesmo quando combinamos que será só a lembrancinha do Amigo Secreto, ela sai do quarto carregando uma sacolona com pacotes. O coração de vó não deixa ninguém de fora. 

Mas, para além dos presentes, viver o Natal é estar presente. Esse é um dos legados que aprendi na minha casa. Em família ou entre amigos, é estar com quem mais valorizamos e que, depois de um tempo em que foi necessário ficar longe, é possível novamente estar próximo. E, se não der para ser de forma física, uma ligação faz toda a diferença. Eu adoro! 

Desejo a você, leitor, um Natal feliz, cheio de amor e esperança, como é o próprio sentido da data!


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros