Queda de mezanino em bar da Capital deixa dois feridos graves  - Notícias

Versão mobile

 
 

Acidente05/12/2021 | 14h57Atualizada em 05/12/2021 | 15h14

Queda de mezanino em bar da Capital deixa dois feridos graves 

O dono do estabelecimento foi preso em flagrante por causa do desmoronamento, mas foi solto depois de pagar fiança de R$ 5 mil 

Queda de mezanino em bar da Capital deixa dois feridos graves  André Ávila / Agência RBS/Agência RBS
O dono do Just 4D, Omar Luz Mobayed, foi preso em flagrante pela Polícia Civil e solto após pagamento de fiança Foto: André Ávila / Agência RBS / Agência RBS

O mezanino do bar Just 4D desabou, na noite deste sábado (4), no bairro São Geraldo, em Porto Alegre. Conforme a Polícia Civil, havia cerca de 60 pessoas no local e duas tiveram ferimentos mais graves: uma delas pode ter tido lesão na coluna. O dono do Just 4D, Omar Luz Mobayed, foi preso em flagrante pela Polícia Civil e solto depois de pagar fiança de R$ 5 mil.

GZH fez contato com o empresário na manhã deste domingo (5), mas ele interrompeu a ligação ao saber que era da reportagem e não atendeu mais. As duas vítimas - uma mulher de 21 anos e um homem de 35 anos - estão internadas no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre. O estado dos dois é considerado grave.

A prefeitura informou a reportagem que o local não pode funcionar como casa noturna. O alvará é para bar/café/lancheria. 

Quando a Polícia Civil chegou ao estabelecimento, o local já havia sido evacuado. Preso em flagrante pelo artigo 256 do Código Penal (Causar desabamento ou desmoronamento, expondo a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem), o empresário optou por ficar em silêncio em seu depoimento.

O acidente ocorreu por volta das 22h40min da noite de sábado, na Avenida São Paulo, 895. Estaria ocorrendo uma festa no local, que teria sido organizada por Mobayed. Mas isso será investigado pela polícia.

Conforme o delegado Rodrigo Reis, Coordenador das Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento de Porto Alegre, compareceram ao local  uma equipe de plantão do Instituto-Geral de Perícias (IGP), Defesa Civil municipal, Bombeiros e fiscais da prefeitura

Devido às características do local e do acidente, a perícia do IGP deverá ser feita nesta segunda-feira (6), pela seção de engenharia civil.

O Corpo de Bombeiros informou que faria nova inspeção na casa neste domingo (5) para verificar se a estrutura estava adequada ao alvará que possuía. Por parte dos Bombeiros, o bar teria um Plano Simplificado de Prevenção contra Incêndio.

O que diz Gelson Fassina, advogado do empresário:

"O Sr. Omar não é proprietário do local, mas apenas locatário. A estrutura já estava toda montada quando ele alugou. Ele obteve licença pra atuar em seu ramo de negócio, o qual não é o de casa de festas, como se vêm falando, mas sim de um local em que se servem comidas e bebidas, com música ao vivo. Todas as medidas estão sendo tomadas para tentar reparar eventual prejuízo às pessoas envolvidas. O Sr. Omar está disposto a esclarecer qualquer fato aos investigadores".

Quanto ao fato de ter ficado em silêncio durante depoimento à polícia, o advogado disse que "foi orientação de seus defensores. Os esclarecimentos prestados por ele na fase investigativa do processo se darão por meio da documentação juntada ao Inquérito Policial e pela manifestação de seus advogados".

Sobre o local ter sido autuado pela prefeitura em setembro por não estar respeitando as regras de prevenção à covid e estar funcionando como casa noturna, o advogado explicou que "esse procedimento administrativo de interdição cautelar não teve seguimento, foi cancelado em 18/10/2021. A autuação ocorreu em função de haver pessoas de pé e sem máscara no dia em que os fiscais estiveram no local. Desde então, não houve nenhuma nova autuação, pois a Just 4D tomou todas as medidas cabíveis e recomendadas pela prefeitura quanto à ocupação do local".


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros