Após onda de calor, chuva atinge o RS e provoca transtornos - Notícias

Versão mobile

 
 

Temporal27/01/2022 | 09h33Atualizada em 27/01/2022 | 09h35

Após onda de calor, chuva atinge o RS e provoca transtornos

Em Porto Alegre, há ruas alagadas. Na região central do Estado, há registros de casas destelhadas

Após onda de calor, chuva atinge o RS e provoca transtornos Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS

Após a onda de calor, que provocou temperaturas próximas de 40ºC, o Rio Grande do Sul registra chuva forte nesta quarta-feira (26), que provocou transtornos. Cerca de 89 mil pontos ficaram sem luz, segundo balanço da CEEE Equatorial e da RGE. 

Em Porto Alegre, há diversos pontos de alagamento, principalmente nos bairros Menino Deus, Azenha e Santana — a Avenida Érico Veríssimo está completamente alagada. A água também invadiu prédios e o estacionamento do shopping Praia de Belas.

"Em decorrência da forte chuva que atingiu Porto Alegre na tarde desta quarta-feira (26/1), o Praia de Belas Shopping registrou acúmulo de água em parte do primeiro piso do prédio garagem, sem danos para o empreendimento e clientes', informou o shopping em nota.

Os moradores da Rua Jacinto Gomes, no bairro Santana, ficaram com água pelos joelhos após a chuva desta tarde. O analista de testes Rodrigo Bock, 38 anos, percebeu que o sinal de internet havia caído e foi surpreendido quando tentou sair de casa. 

— A água está batendo nos meus joelhos. Não tem como sair do prédio sem entrar na água. Conversei com os moradores da rua e todos estavam comentando que não devem ter acionado a casa de bombas. Os moradores mais velhos comentam que antigamente alagava sempre, mas para controlar isso fizeram esse sistema. Das outras vezes que isso aconteceu levou horas para a água baixar — comenta.

Segundo a EPTC, às 18h30min, havia 21 ocorrências de trânsito, entre ruas alagadas e bloqueadas, e semáforos fora de operação. "As equipes de fiscalização e manutenção semafórica da EPTC foram reforçadas e deslocadas para os pontos mais críticos e com mais risco de acidentes para monitorar a circulação, restaurar a sinalização e auxiliar os usuários", informou a empresa. 

De acordo a Climatempo, foram registrados 1220 raios na Capital, sendo que 329 atingiram o solo. Além disso, houve queda de temperatura: às 15h, os termômetros marcavam 36°C e, às 17h, 30°C.

Na Região Central, o temporal passou rapidamente. Segundo o Corpo de Bombeiros, o vento chegou a até 80 km/h, e a chuva durou cerca de 10 minutos. O suficiente para causar estragos. Algumas casas tiveram os telhados danificados. A Defesa Civil local foi acionada, e distribui lonas para as famílias cobrirem as residências, com auxílio dos bombeiros. Além disso, árvores caíram na BR-287, entre São Pedro do Sul e Mata, mas já foram retiradas.

Acompanhe a situação no Estado


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros