Guaíba contabiliza estragos após tempestade da tarde de segunda-feira - Notícias

Versão mobile

 
 

Situação de emergência18/01/2022 | 08h36Atualizada em 18/01/2022 | 08h40

Guaíba contabiliza estragos após tempestade da tarde de segunda-feira

Aproximadamente 9,5 mil clientes ainda estão sem energia elétrica. Transporte público opera com oferta normal de ônibus, segundo empresa responsável

Guaíba contabiliza estragos após tempestade da tarde de segunda-feira Ronaldo Bernardi / Agência RBS/Agência RBS
Dia é de contabilização dos estragos causados pelo temporal de segunda-feira Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS / Agência RBS

Moradores de Guaíba amanheceram, nesta terça-feira (18), ainda contabilizando os estragos causados pela chuva e pelo vento forte que atingiram a cidade na tarde passada. A tempestade destruiu uma escola e uma igreja, bloqueou ruas e deixou pelo menos mil casas destalhadas, principalmente no bairro Santa Rita.

A previsão para o dia é de tempo nublado no município, mas sem chuva ou vento forte, o que deixa as autoridades otimistas para começarem a recuperação do que foi danificado.

— Foi tudo muito rápido, fiquei sem telhas. Assustador. Nunca tinha visto nada parecido com isso. Nem minha família nem vizinhos se machucaram, mas foi um susto — conta Sandro Ribeiro, 50 anos, vizinho da Escola Estadual de Ensino Fundamental Carmen Alice Laviaguerre, a Ciep, onde o filho estuda e que ficou completamente destruída.

A oferta de ônibus no transporte público não foi alterada na manhã desta terça. Segundo a Expresso Rio Guaíba, empresa que opera o serviço na cidade, apenas alguns desvios acontecem por conta de eventuais árvores obstruindo vias, mas as linhas funcionam normalmente.

Na BR-116, há árvores caídas e postes inclinados desde o km 295 até o km 297 da rodovia. A vegetação chega a cobrir uma placa que sinaliza a entrada da cidade.

Mais de mil pedidos de telhas e lonas foram feitos ainda na segunda-feira (18). As prefeituras de Eldorado do Sul e Porto Alegre ajudaram a suprir a demanda durante a madrugada.

Conforme balanço divulgado por volta das 7h pela CEEE Equatorial, aproximadamente 9,5 mil clientes ainda estão sem energia elétrica em Guaíba.

***EM BAIXA***Guaíba, RS, BRASIL,  18/01/2021-Estragos causados pelo temporal: escola Carmen Alice Laviaguerre (Ciep), localizada na avenida Osvaldo Jardim, Cohab jardim Santa Rita, em Guaíba .  Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS<!-- NICAID(14992220) -->
Escola Estadual de Ensino Fundamental Carmen Alice Laviaguerre, a Ciep, ficou destruídaFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Situação de emergência

A prefeitura não registrou resgate de vítimas. No começo da noite, o Executivo decretou situação de emergência e enviou equipes às ruas para retirar árvores, organizar o trânsito e prestar atendimento à população. Os principais bairros afetados, além do Santa Rita, foram Engenho, Ipê e São Jorge. A partir das 7h, uma reunião da força-tarefa irá contabilizar os dados oficiais da tempestade.

A prefeitura disponibiliza um número de WhatsApp de plantão para quem tiver alguma necessidade devido ao temporal: (51) 99631-9678.

Outros telefones para casos de emergência:

  • Corpo de Bombeiros: 193
  • Samu: 192
  • Brigada Militar: 190
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros