Semana começa com redução de média móvel de casos e internações por covid-19 no RS; confira os gráficos - Notícias

Versão mobile

 
 

Indício de desaceleração15/02/2022 | 08h36Atualizada em 15/02/2022 | 08h37

Semana começa com redução de média móvel de casos e internações por covid-19 no RS; confira os gráficos

Em duas semanas, a queda na média móvel de casos é de 26,6%; internações em leitos clínios diminuíram 16,3% no mesmo período

Semana começa com redução de média móvel de casos e internações por covid-19 no RS; confira os gráficos Mateus Bruxel / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS / Agencia RBS

Depois de oscilar em patamar elevado por alguns dias, indicando incerteza de trajetória, a curva de novos casos de covid-19 no Rio Grande do Sul dá sinais de redução. A queda também aparece no indicador de internações em leitos clínicos por covid-19.

Nesta segunda-feira (14), foram registrados mais 3.121 novos casos de covid-19 em um intervalo de 24 horas. Com essa atualização, cai para 12.737,6 a média móvel diária de novos casos. Em uma semana, a redução na média móvel de casos é de 16,2 %. Em duas semanas, a queda já é de 26,6%.

Apesar da tendência de baixa no indicador de novas infecções, o cenário atual de contágio ainda é mais grave no Estado do que em qualquer momento de 2021. No ano passado, a média móvel mais alta foi 7.727 casos ao dia, em março.

O cálculo de média móvel é usado por especialistas e governos para avaliar o comportamento dos novos casos e mortes confirmados diariamente, visto que, em alguns dias da semana, há mais inclusões de dados no sistema do que em outros.

Como o indicador de casos apresenta expressiva subnotificação e atrasos, estudiosos vêm afirmando que é preciso analisar, concomitantemente, outros indicadores para avaliar movimentos de queda ou de alta nos casos, entre os quais os números de pacientes com covid-19 em leitos clínicos e em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Os dados relativos a internações clínicas confirmam a tendência de queda. Até o fim da tarde desta segunda-feira, havia 1.107 adultos com covid-19 internados com a doença nessa situação. Esse número caiu 13,5% na semana e 16,3% em duas semanas.

No caso das internações por covid-19 em UTIs, os números também têm melhorado, mas ainda não há queda consistente. A curva que subiu ao longo de janeiro, perdeu velocidade no início de fevereiro e oscila nos últimos dias.

Na tarde desta segunda, são 583 adultos com covid-19 hospitalizados em leitos de UTI. Na semana, o número subiu 2,8%. Em duas semanas, a alta é de 12,8%.

Os indicadores de UTIs e de mortes são considerados, por especialistas, os mais tardios, isto é, são os que mais tempo levam para refletir as mudanças de cenários da contaminação. Assim, se o número de casos seguir caindo no Estado, a tendência é que dentro de alguns dias também comece a acontecer a queda nas internações graves e mortes.

Nesta segunda, foram registradas mais nove mortes por covid-19, em 24 horas. Com a atualização, a média móvel de mortes é de 57,3. Apesar da alta nas mortes nas últimas semanas, o patamar atual é menos grave do que nos picos anteriores da pandemia em 2020 e 2021.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros