Governo decide desobrigar máscaras ao ar livre no RS; permissão valerá a partir de publicação do decreto - Notícias

Versão mobile

 
 

Pandemia de coronavírus15/03/2022 | 21h38Atualizada em 15/03/2022 | 21h38

Governo decide desobrigar máscaras ao ar livre no RS; permissão valerá a partir de publicação do decreto

Regra deve ser divulgada até esta quarta-feira (16)

Governo decide desobrigar máscaras ao ar livre no RS; permissão valerá a partir de publicação do decreto Bruno Todeschini / Agencia RBS/Agencia RBS
Especialistas recomendaram que não deixem de usá-lo em espaços fechados Foto: Bruno Todeschini / Agencia RBS / Agencia RBS

O Gabinete de Crise do governo do Estado decidiu, durante reunião nesta terça-feira (15), desobrigar o uso de máscaras em ambientes ao ar livre no Rio Grande do Sul. A permissão só valerá a partir da publicação do decreto, o que pode ocorrer até quarta-feira (16). Em espaços fechados, o acessório segue obrigatório.

LEIA MAIS
Publicado decreto que desobriga uso de máscaras em ambientes abertos em Porto Alegre
Moradores do Asilo Padre Cacique convivem com cãezinhos e pássaros
Conheça projetos que oferecem práticas gratuitas de atividades físicas 

O governo seguiu uma recomendação do Comitê Científico de Apoio ao Enfrentamento da Pandemia de Covid-19. Em reunião na segunda-feira (14), os especialistas presentes no encontro, a maioria da área da saúde, deram aval para que as pessoas fiquem sem o acessório quando estiverem ao ar livre em todo o Rio Grande do Sul. Mas recomendaram que não deixem de usá-lo em espaços fechados. 

Na nota elaborada pelo Comitê e divulgada logo após a decisão do governo, os especialistas frisam que, mesmo ao ar livre, não é possível afirmar cientificamente que o risco de transmissão da covid-19 é zero. Eles também alertam que as pessoas que pertencem a grupos vulneráveis, como os não vacinados, os com doença autoimune, os imunossuprimidos, os pacientes oncológicos, entre outros, sigam com a proteção no rosto mesmo a céu aberto. 

— A desobrigação da máscara em locais abertos permite que a decisão pelo uso seja individualizada. Não é uma recomendação ou uma liberação, mas sim uma possibilidade que se apresenta diante do momento em que vivemos, com o avanço da vacinação e a redução dos indicadores da pandemia. É importante lembrar que a adesão à vacinação é essencial para que possamos continuar no caminho de retomada para a normalidade — disse o governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior.

No Estado, 75,8% da população está imunizada com as duas doses e 34,7% já tomou inclusive o reforço contra a covid-19.

Na semana passada, em viagem aos Estados Unidos, o governador Eduardo Leite informou que havia pedido aos integrantes do Comitê Científico que avaliassem a possibilidade de desobrigar o uso de máscaras. Ele disse que a população estava cansada do acessório. 

Já a prefeitura de Porto Alegre abriu um debate com especialistas em saúde na quinta-feira (10) para avaliar a desobrigação a despeito de qualquer decisão do governo. O prefeito Sebastião Melo publicou, um dia após o encontro, um decreto permitindo que as pessoas fiquem sem máscaras em ambientes ao ar livre da Capital. Melo também informou que haverá uma nova reunião na próxima sexta-feira (18) para discutir a flexibilização do acessório nos espaços fechados. 

Sem alertas ou avisos no RS

Durante a reunião desta terça (15), o Gabinete de Crise do governo do Estado também optou por não emitir alertas ou avisos para nenhuma das regiões covid, no âmbito do Sistema 3As de Monitoramento. A decisão ocorreu após a análise dos dados da pandemia no Rio Grande do Sul. De acordo com o governo estadual, a média móvel de casos confirmados apresentou estabilidade na última semana, variando em 5%, com incidência semanal de 279 casos por 100 mil habitantes.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros